Açudes transbordam e famílias ficam desabrigadas no Cariri da PB

Cidade é a terceira do estado no ranking das que mais receberam chuvas em março.

Foto: Ismar Santana/Divulgação
Açudes transbordam e famílias ficam desabrigadas em São Sebastião do Umbuzeiro, no Cariri. Foto: Ismar Santana/Divulgação

Famílias de São Sebastião do Umbuzeiro, no Cariri paraibano, ficaram desabrigadas nesta segunda-feira (23), por causa da inundação provocada pelo transbordamento de cinco açudes da região. O prefeito Adriano Wolf afirmou que os reservatórios não suportaram a quantidade de água proveniente das chuvas que caíram no fim de semana. A prefeitura ainda está fazendo um levantamento de quantas casas foram atingidas.

“Inúmeras casas foram afetadas. Muitas famílias perderam tudo, mas foram coisas materiais. Felizmente não houve nenhum registro de feridos”, disse o prefeito Adriano Wolf, em entrevista ao G1 Paraíba.

Devido a situação da cidade, a prefeitura decretou estado de calamidade pública para as áreas que foram afetadas direta ou indiretamente pelo fenômeno climático. A medida autoriza que o poder público possa utilizar e mobilizar todos os órgãos municipais, com o objetivo de executar serviços como construção, manutenção, reparos e limpeza de equipamentos ou áreas.

A secretaria de Ação Social fará um levantamento da quantidade de casas e famílias atingidas pelo alagamento.

 

Chuvas na região

 

De acordo com os dados do sistema de monitoramento da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), São Sebastião do Umbuzeiro foi a segunda cidade que mais recebeu chuvas nas últimas 24h, com 94,5 milímetros. A vizinha Zabelê foi a que mais choveu, com 108,3, o que pode ter contribuído com a carga d’água acelerada nos mananciais.

No acumulado do mês de março, São Sebastião do Umbuzeiro foi a terceira cidade da Paraíba que mais recebeu chuvas, com 394 milímetros, quando o esperado era apenas 160.

Água dos açudes que transbordaram atingiu casas e até o cemitério da cidade. Foto: Ismar Santana/Divulgação