Saúde de CG inicia segunda fase da operação Fumacê contra arboviroses

Com a suspensão das visitas dos agentes de saúde, devido a pandemia da Covid-19, o cuidado contra o mosquito deve ser redobrado.

Imagem: Reprodução/TV Paraíba

A Prefeitura de Campina Grande deu início a segunda fase da operação Fumacê, em combate às arboviroses transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. De acordo com a Secretaria de Saúde do município, a utilização do serviço é essencial, já que os agentes de saúde não estão autorizados a entrar na casa das pessoas, devido a pandemia da Covid-19.

Nesta fase, o carro do Fumacê está passando por 11 bairros de Campina Grande. São eles: Santa Rosa, Sandra Cavalcante, Itararé, Vila Cabral, Santa Terezinha, Ramadinha, Malvinas, Novo Horizonte, Jardim Verdejante, Dinamérica e José Pinheiro. Os veículos passam geralmente no início da manhã e no final do dia.

Os moradores desses bairros devem deixar as janelas de suas casas abertas, para que o produto do carro do Fumacê consiga chegar ao máximo de focos de procriação do mosquito. A gerente de Vigilância Ambiental da cidade, Rossandra Oliveira, explica a importância do serviço.

“Como os Agentes de Combate às Endemias não estão podendo entrar nas casas, para fazer o trabalho intradomiciliar, estamos realizando apenas o trabalho peridomiciliar, ou seja, no entorno das residências. Então, a operação Fumacê é importante nesse momento porque faz chegar o inseticida aos quintais e ao interior das casas”, explicou a gerente de Vigilância Ambiental, Rossandra Oliveira.
Ainda de acordo com Rossandra, os moradores devem redobrar os cuidados para evitar água parada, e possíveis transmissões de doenças como dengue, zika e chikungunya, pois o inverno favorece a procriação do mosquito.