Apenas 8,5% dos municípios da PB possuem rede de esgotamento, diz IBGE

Pesquisa de Informações Básicas Municipais foi divulgada nesta quarta (22).

Foto: Herbert Clemente/Arquivo
Foto: Herbert Clemente

Apenas 8,5% dos municípios da Paraíba possuíam rede coletora de esgoto completa em áreas urbanas em 2017, segundo a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (22). Já na zona rural, 80,7% das cidades tinham rede de esgotamento sanitária.

Já o racionamento de água ou intermitência no abastimento foram registrados em 170 municípios paraibanos, e domicílios de pelo menos 217 das 233 cidades paraibanas utilizavam uma solução alternativa ao abastecimento de água por rede geral de distribuição. O período considerado pela Munic corresponde aos 12 meses anteriores à pesquisa, e à época, 90 informaram que o abastecimento de água era constante.

A maioria dos municípios em racionamento de água na Paraíba em 2017, pelo menos 141 deles, justificou a adoção da medida como sendo consequência do período de seca ou estiagem. Em julho de 2020, o Monitor de Secas da Agência Nacional das Águas (ANA) mostrou uma realidade diferente, com 60,37% das áreas sem registro de seca.

A rede geral de distribuição de água está presente em 60,5% dos municípios do estado, e nos demais, a distribuição é feita parcialmente. Mas, em 55% das cidades da zona rural não há rede de distribuição de água, e apenas em 2,2% destas áreas a abrangência é completa.