Gasto médio das prefeituras da Paraíba com pessoal supera a inflação

Santa Rita liderou o crescimento da folha, com 16% em 2016, em relação a 2015.

O gasto com a folha de pessoal das prefeituras dos cinco maiores municípios da Paraíba teve um aumento médio 9,1%, em 2016, em relação ao ano de 2015, revela levantamento feito junto ao Sistema Sagres do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). No ano eleitoral, a média foi superior à inflação do ano passado, que fechou em 6,29%, segundo o IBGE.

As despesas com servidores cresceram mais em Santa Rita (16%). Na “Terra dos Canaviais”, que sofreu um rodízio dos prefeitos Reginaldo Pereira e Netinho de Várzea, a folha pulou de R$ 71,9 milhões, em 2015, para R$ 83,5 milhões em 2016.

Veja também  ‘Nenhum ladrão, nenhum corrupto’, disse ex-ministro da educação ao falar sobre o MEC em evento da UFPB; veja vídeo

Já na prefeitura de Bayeux, o “inchaço” da folha chegou a 13,8%, seguida por Campina Grande (9,3%), Patos (4%) e João Pessoa (2,5%). As despesas são da administração direta, não levando em consideração os gastos com funcionários das autarquias municipais.

Despesas com pessoal

João Pessoa
2016 – R$ 590.768.257,73
2015- R$ 575.858.393,78

Campina Grande
2016 – R$ 226.821.944,19
2015- R$ 207.341.154,23

Santa Rita
2016- R$ 83.540.241,69
2015- R$ 71.966.646,58

Patos
2016- R$ 91.609.484,13
2015- R$ 88.028.051,92

Bayeux
2016- R$ 85.366.532,25
2015- R$ 74.977.745,93