João Paulo Medeiros

Falha em sistema provocou bloqueio do FPM e Receita libera recursos de 92 cidades

Municípios já tiveram a 2ª parcela do FPM desbloqueada. Receita Federal apontou inconsistência no sistema

Foto: reprodução

Os 92 municípios paraibanos que tiveram a 2ª parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) bloqueada já tiveram os recursos liberados. Ao contrário da primeira informação repassada pela Famup, o bloqueio ocorreu devido a um erro no sistema da Receita Federal e não por pendências das prefeituras junto a órgãos federais. Ao tomar conhecimento do problema os técnicos da Receita Federal conseguiram solucionar o problema e liberar novamente os recursos.
Entre as cidades que ficaram com o FPM bloqueado estão Campina Grande, João Pessoa, Patos, Santa Rita e Esperança. Costumeiramente a 2ª parcela do FPM é destinada ao pagamento do duodécimo dos legislativos municipais, conforme a Famup.
“Tal fato ocorreu por um problema momentâneo no cruzamento de informações de alguns sistemas. A Receita foi extremamente célere na busca da solução e todos os municípios que se encontram com seus recursos Fundo de Participação dos Municípios já tiveram tais recursos liberados”, informou o delegado da Receita Federal em Campina Grande, Gilberto Rios.

Veja também  Golpe do câmbio em Campina: MPF pede absolvição parcial de dois sócios. Terceiro está foragido