João Paulo Medeiros

Com 87 emendas, Câmara aprova Orçamento 2021 de Campina Grande

LOA estima receitas superiores a R$ 1 bilhão para 2021. Sessão foi presidida pelo vereador Marinaldo Cardoso

Foto: Ascom

Os vereadores de Campina Grande aprovaram hoje a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021. O projeto foi aprovado juntamente com 87 emendas apresentadas e estima uma receita de aproximadamente R$ 1,053 bilhão para o próximo ano. No fim do ano passado, a LOA tinha previsão de um orçamento de R$ 1.039 bilhão.
Um acordo entre os vereadores possibilitou que as emendas fossem votadas em bloco, por autor, sem maiores discussões. A maior parte foi apresentada por vereadores de oposição. Muitas delas, provavelmente, serão vetadas pelo Executivo.
A sessão foi presidida pelo vereador Marinaldo Cardoso (Republicanos), que é presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal. Ele, aliás, tem coordenado os trabalhos nas últimas sessões e deverá permanecer no comando da ‘Casa’ no próximo biênio.
Ontem vereadores protocolaram uma chapa com a assinatura de 22 membros, entre vereadores veteranos e novatos – tendo Marinaldo como presidente. Ele, que é atual vice-presidente do Legislativo municipal, aos poucos tem assumido o controle do colegiado.
Na votação da LOA isso ficou, mais uma vez, evidente.

Veja também  PF cumpre mandado de busca na Paraíba em investigação que mira exploração sexual infantil