NÃO É HORA DE A ESQUERDA BATER NA GLOBO!

A Globo apoiou a ditadura militar?

Sim.

A Globo não deu o espaço que a campanha das diretas merecia?

Sim.

A Globo editou o debate de 1989 para beneficiar Collor e prejudicar Lula?

Sim.

A Globo amplificou os fatos que levaram à queda de Dilma e à prisão de Lula?

Sim.

Nesta sexta-feira (15), escrevi um texto sobre a necessidade de reação ao desmonte da democracia sob Bolsonaro.

Não era um post sobre a Globo, mas, como mencionei o desabafo de Bonner na edição de quinta (14) do JN, recebi muitas mensagens. E nelas havia, sobretudo, a crítica permanente à Globo e a dificuldade que a esquerda tem de superar episódios do passado.

Veja também  Bolsonaro deu o que prometeu. O Supremo tem, afinal, seu ministro terrivelmente evangélico

O Brasil vive um momento dramático. Primeiro, porque é governado por um presidente perverso de ultradireita. Depois, porque há uma pandemia fora de controle, e isso ocorre, ao menos parcialmente, por causa desse governo.

O momento deveria ser de união nacional. União dos que ainda creem na preservação da democracia.

Faço, então, outra pergunta:

A Globo está aplaudindo o governo Bolsonaro?

A resposta é não.

Já pensaram se estivesse?

Daí o título desse post:

NÃO É HORA DE A ESQUERDA BATER NA GLOBO! 

Deixem que os bolsonaristas – só eles – chamem a emissora de Globolixo!