João Paulo Medeiros

'Jejum de convênios': nem a prefeitura de Campina Grande sabe quando foi o último firmado com o Estado

Em audiência, Bruno e João Azevêdo prometeram alinhar ações para parcerias administrativas

Foto: Ascom

A audiência dessa semana, entre o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), e o governador João Azevêdo (Cidadania), pode acabar com um ‘jejum’ de convênios para obras e programas entre o Estado e o município. É o que se presume das declarações dos dois gestores, após o encontro.
Mas afinal, quando foi firmado o último convênio entre as duas partes?

João Azevêdo, após o encontro, mostrou-se surpreso ao saber do ‘jejum’. Já Bruno estipulou que o último convênio firmado entre Estado e município tenha sido “há mais de dez anos”.

Durante a semana, solicitei à Secretaria de Administração de Campina Grande informações a respeito. Até agora a equipe não conseguiu identificar qual e quando foi assinado o último.
O blog encontrou, porém, alguns indícios de quando os últimos foram firmados. Vejamos:
Ano passado, na gestão Romero Rodrigues (PSD), a prefeitura de Campina Grande firmou um convênio de cooperação com o Estado para manter a Cagepa à frente dos serviços de água e esgotos na cidade.
O documento foi publicado pelo Blog.
Mas, é bem verdade, ele não deu início a nenhuma nova obra ou serviço. Apenas serviu para manter algo que já existia há décadas, num processo de negociação entre Estado e município.

Antes disso, até onde o ‘google’ encontra, apenas convênios firmados no início da gestão Romero Rodrigues, em 2013, quando o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) era aliado do grupo Cunha Lima.

No início de janeiro de 2013 foi assinado um convênio de cooperação técnica entre o DER e a PMCG para retirada de resíduos sólidos das ruas da cidade.
Dias depois, um novo convênio foi noticiado – dessa vez para ampliação da Alpargatas.
Eles foram os últimos?
Não se sabe. Nem a prefeitura sabe quando e qual foi o último…

Veja também  Governo extingue 4,3 mil codificados da Saúde e formaliza contratos com servidores; veja lista