João Paulo Medeiros

Ex-governador sinaliza para chapa com Veneziano e Luciano Cartaxo para 2022. Veja vídeo

Em entrevista ao Blog e ao Conversa Política, Coutinho fala ainda do PSB e de sua candidatura ao Senado

Foto: reprodução

Diante de uma batalha judicial para manter-se elegível e das denúncias apresentadas pela Calvário, o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) garante que será candidato ao Senado no próximo ano. Com um pé no PT, Coutinho manteve recentemente uma longa conversa com o ex-presidente Lula (PT) e diz ter certeza da necessidade de união de forças de centro-esquerda, na Paraíba, para formação de uma chapa competitiva em 2022.
Entre os membros dessa frente, dois nomes que também estiveram com Lula e a direção do PT, semanas atrás, são citados por ele:  o senador Veneziano Vital (MDB) e o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV).
Em entrevista exclusiva ao Blog e ao Conversa Política, na última terça-feira, o ex-governador avaliou o cenário e sinalizou para uma aliança entre os três e em torno da candidatura de Lula à Presidência.

“Há necessidade de convergência. Qual é o melhor momento para Veneziano na política? Eu acho que Cartaxo tem potencial para disputar também a majoritária e ele precisa estar dentro desse bloco. Quando lançarmos a chapa, vai ser uma chapa para ganhar”, disse Coutinho.

“Eu acredito numa vitória expressiva na Paraíba. Podem anotar. Depois me cobrem”, complementou.

Veja também  Reunião entre tucanos e PSD termina com sinalização de que Romero não disputará Governo

Situação no TSE
Em maio deste ano o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou os embargos apresentados pela defesa do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e manteve a sua inelegibilidade. Ele ainda pode recorrer.