Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Erro no aplicativo da vacinação em João Pessoa reduz intervalo da 2ª dose da AstraZeneca

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA

 

Foto: Dayse Euzébio/secom-JP

Quem tentou agendar a segunda dose AstraZeneca, em João Pessoa, pelo aplicativo disponibilizado pela prefeitura encontrou a informação de que o imunizante está sendo “aplicado em duas doses com pelo menos 84 dias de diferença”. De acordo com a bula do imunizante produzido no Brasil pela FioCruz, o intervalo de espera entre a primeira e a segunda dose é de 90 dias.

A novidade, inclusive, foi compartilhada e comemorada nas redes sociais por quem está na expectativa de completar o ciclo de imunização e constatou a mudança.

Procurada pelo Conversa Política, a prefeitura da capital informou que não houve mudanças no tempo entre uma dose e outra e que tudo não passou de um um erro do aplicativo que já está sendo consertado.

Veja também  Em busca de “salvar” votos, Bolsonaro peregrina pelo Nordeste

O secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, disse que ainda que alguém tenha tomado a vacina com o intervalo de 84 dias não há problemas.

Em alguns estados, como no Espírito Santo, o governo estadual liberou a antecipação da segunda dose num intervalo de 70 dias. No Piauí, a Comissão Intergestora Bipartite liberou a aplicação da AstraZeneca com intervalo de 75 dias (2 meses e 15 dias) e não mais em 90 dias (três meses).