Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Saúde suspende 2ª dose de vacina para adolescentes sem comorbidades

De acordo com o Ministério da Saúde, foram aplicadas em adolescentes da Paraíba 15.343 vacinas. Em nota técnica, SES PB afirmou que vai seguir orientação do MS.

Ministro da Saúde fala sobre suspensão da vacinação de adolescentes sem comorbidades. Foto: MS

Além de suspender a vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidade, o Ministério da Saúde mandou suspender a 2ª dose de vacina para os que já tomaram a primeira.

Em coletiva, em Brasília, no fim da tarde desta quinta-feira (16), o ministro Marcelo Queiroga esclareceu que os adolescentes sem comorbidades que já tomaram a 1ª dose não devem tomar a segunda.

De acordo com o Ministério da Saúde, foram aplicadas em adolescentes da Paraíba 15.343 vacinas. 

Como parte dos argumentos para o recuo na previsão de vacinar todos os adolescentes, Queiroga citou eventos adversos que ocorreram no Brasil e outros países como o Reino Unido, que parou de vacinar todos da faixa etária entre 12 e 15 anos.

Queiroga citou que mais de 3,5 milhões de adolescentes já foram vacinados no Brasil de forma intempestiva. Sem a autorização do Plano Nacional de Imunizações, que previa a aplicação apenas entre os prioritários desta faixa etária (12 a 17 anos) a partir de 15 de setembro.

Segundo Queiroga, 1,5 mil adolescentes apresentaram eventos adversos, o que representa 0.042% do total.

Não é um número grande, mas temos que ficar atentos” – Marcelo Queiroga, ministro da Saúde

Em entrevista exclusiva às TVs Cabo Branco e Paraíba, nesta quinta-feira, Queiroga também culpou os estados e municípios pela suspensão na vacinação dos adolescentes. 

Governo da Paraíba vai seguir orientação do MS

Veja também  Membros do Judiciário e MP na Paraíba recebem 36% a mais do teto constitucional, aponta estudo

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), que participa das decisões sobre os rumos do Plano Nacional de Imunizações, afirmou que a “vacinação de todos os adolescentes é segura e será necessária” e, junto com o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), solicitou posicionamento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a vacinação de adolescentes.

Em nota técnica, divulgada na tarde desta quinta-feira (16), a Secretaria de Saúde da Paraíba afirmou que vai seguir orientação do Ministério da Saúde sobre a vacinação de adolescentes.

“A Secretaria Estadual de Saúde seguirá a recomendação da NOTA INFORMATIVA Nº 1/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS do dia 15 de setembro, a qual ratifica a recomendação para a imunização contra covid-19 em adolescentes, restringido o emprego da vacina covid-19 somente aos adolescentes de 12 a 17 anos que apresentem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade”, diz o documento.