Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Novo partido da fusão PSL e DEM já tem nome e número; conheça

Na Paraíba, a fusão tem como lideranças os deputados federais Julian Lemos e Efraim Filho.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

O novo partido que será criado com a fusão do PSL e DEM deverá se chamar ‘União Brasil’ e terá como número o 44, confirmou o deputado Julian Lemos (PSL). A nova identidade foi definida nesta quarta-feira (29) após uma pesquisa qualitativa entre os integrantes das duas legendas.

A premissa da fusão é ser nome novo e número novo, e este foram os melhores avaliados em pesquisas qualitativas e referendados na reunião dos partidos, explicou o deputado Efraim Filho (DEM) ao Conversa Política.

O movimento de fusão das duas legendas é estratégico para as eleições de 2022. O novo partido pretende lançar uma opção de terceira via no duelo formado entre o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) e o ex-presidente Lula (PT).

Na Paraíba, Efraim Filho tenta emplacar como candidato ao Senado na chapa de reeleição de João Azevêdo (Cidania) e Julian assegurar sua reeleição para a Câmara Federal.

Superpartido

A fusão do DEM com o PSL poderá formar o maior partido do país, ao menos em números na bancada da Câmara e valores. Atualmente os dois partidos têm juntos 81 deputados federais e sete senadores.

Veja também  Senado aprova André Mendonça para o STF

Na prática, no entanto, o partido pode encolher até o início do processo eleitoral. Isso porque vários congressistas devem deixar a legenda após a fusão. Dentre eles, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, que não deve permanecer em um partido que faça oposição ao projeto de reeleição do pai.

Homologação

A união entre as duas legendas avançou mais um passo ontem (28), quando a Executiva Nacional do PSL autorizou, por unanimidade, a convocação de uma convenção nacional conjunta das siglas para acertar os últimos detalhes da união. A Executiva Nacional do DEM já havia decidido aderir à união desde o dia 21 de setembro.

O evento de homologação da União Brasil será realizado no dia 6 de outubro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. “Na ocasião serão aprovados os projetos comuns de estatuto e o programa do novo partido”, informou o PSL, em nota.

No dia também será eleita a Comissão Executiva Nacional Instituidora, órgão nacional que promoverá o registro do novo partido.