Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Qual parlamentar cobrará a Bolsonaro a conclusão da “triplicação da BR-230” entre Cabedelo e João Pessoa?

A obra foi anunciada com festa em 2016 e começou em março de 2017, parou em 2019, depois de um ano, recomeçou, por meio de um convênio feito com um Exército, com um projeto adaptado. A liberação foi de uma parte dos recursos. De lá para cá, muitos aditivos e nada de conclusão.

A visita do presidente Jair Bolsonaro (PL) a João Pessoa, nesta sexta-feira (24), a segunda em menos de dois meses, seria uma boa oportunidade para os parlamentares paraibanos, principalmente os aliados, implorarem para que ele autorize a liberação de recursos para a finalização da obra de “triplicação” da BR-230″, entre Cabedelo e João Pessoa.

A obra foi anunciada com festa em 2016 e começou em março de 2017, parou em 2019, depois de um ano, recomeçou, por meio de um convênio feito com um Exército, com um projeto adaptado. A liberação foi de uma parte dos recursos. De lá para cá, muitos aditivos e nada de conclusão.

Aliás, a parte pequena que começou a ser feita, com alguns viadutos tem um aspecto de inconclusiva, mal feita e insegura.

Estamos no inverno, mas entra verão e sai verão e uma das vias de acesso aos melhores pontos turísticos da Paraíba, no litoral, parece um canteiro de obras com um “mestre”, uma coordenação, desmantelados.

A construção estava orçada, inicialmente, em mais de R$ 255 milhões. Ela deveria se estender por cerca de 28 km e, além da triplicação (ampliação de uma faixa), previa-se a construção de 13 viadutos.

O projeto previa ainda novas faixas e a construção de 14 passarelas para pedestres. Com o alargamento da rodovia, os viadutos de Manaíra, UFPB e Cristo seriam ampliados para acomodar as novas vias. Tudo “lindo” até o Oitizeiro, na saída da cidade.

Veja também  Placas dos governos federal e estadual disputam a atenção na entrada dos apartamentos que Bolsonaro entrega em João Pessoa

Situação atual 

Atualmente, são quatro viadutos em Cabedelo. A obra ainda não chegou, efetivamente, em João Pessoa e a promessa é de redução de mais de 50% do prometido.

Os viadutos que saíram depois de muita pressão, para economizar, foram feitos com paredões de péssimo gosto e economia duvidosa. A faixa extra na pista e nas vias marginais saíram lentamente. O projeto, pelo que foi divulgado, já não é o que foi pensado.

Cadê a coragem dos parlamentares? 

Temos 3 senadores e 12 deputados federais. Alguns deles aliados, por inteiro, do presidente. Outros, não estão nem lá nem cá, e muitos são da oposição. Mas, independentemente de que lado estejam, alguém precisa avisar que temos um “elefante branco” na Região Metropolitana da capital, que espelha a incompetência de alguém.

A oposição podia cumprir seu papel com mais efetividade e os aliados poderiam usar toda retórica para pedir o presidente que libere o dinheiro para conclusão. Ou que cobre o Dnit explicação para a falta de conclusão.

No caso dos aliados, vemos muitos afagos, mas poucos ou nenhum têm coragem de contrariar o “mito”. Qual é o parlamentar que terá coragem de cobrar a Bolsonaro a conclusão da “triplicação da BR-230” entre Cabedelo e João Pessoa?