VEJA VÍDEO: chineses prometem ‘cidade internacional’ e porto de R$ 9 trilhões no Litoral Norte da Paraíba

O grupo chinês Brasil CRT, com sede em Minas Gerais, assinou nesta segunda-feira (11), um protocolo de intenções para construção do Porto de Águas Profundas e da Nova Cidade de Mataraca, no Litoral Norte da Paraíba.

O grupo chinês Brasil CRT, com sede em Minas Gerais, assinou nesta segunda-feira (11), um protocolo de intenções para construção do Porto de Águas Profundas e da Nova Cidade de Mataraca, no Litoral Norte da Paraíba. O volume de investimentos, em parceria com investidores internacionais, deve chegar a R$ 9 trilhões.

Veja também:

VÍDEO: Projeto copiado? Nova Mataraca é igual a ‘distrito futurista’ na China

O protocolo de intenções foi assinado durante solenidade no município, após três anos de entendimento entre o prefeito Egberto Madruga (PSB) e proprietários de terras, entre eles a Usina Vale Verde. Nesta terça-feira (12), eles terão em audiência com o governador João Azevedo (12), para tratativas.

A implantação do Porto e a Cidade Planejada vai ocupar uma área de 1 milhão e 100 mil m2 (11 mil hectares).

A região de Mataraca foi escolhida após estudos feitos em outras três áreas da Paraíba: Baía da Traição, Lucena e Pitimbu. A região de Mataraca foi a que apresentou as melhores características marinhas, como profundidade mais perto da costa, de relevo e potencial logístico.

Porto e Cidade de Mataraca

No evento, empresários chineses afirmaram que o Porto e a Cidade deve abrigar um população de 250 mil habitantes, mas pode receber 1 milhão de turistas ao mesmo tempo.

A intenção da Brasil CRT é construir o porto de Mataraca em uma praia localizada entre a praia da Barra do Camaratuba e praia do Guaju. Ele deverá ser edificado no estilo ‘offshore’ ou seja ‘extra margem’ e não diretamente ligado à Terra. No Nordeste, um exemplo é o porto de Pecém no Ceará.

Já a cidade internacional de Mataraca contará com unidades residenciais, comerciais, industriais, serviços, lazer, universidades, colégios, porto, hospitais, estádio, ginásios, prédios públicos, clinicas, comércios, shopping, indústrias, meio transportes modernos, metrô, agricultura, dentre outros benefícios que vai ajudar no crescimento a região do litoral norte e o Estado da Paraíba.

A previsão é que a obra possa gerar mais de 100 mil empregos diretos e indiretos, no período de construção, e o Porto e a Cidade quando entrar em funcionamento será impossível mensurar o número de pessoas trabalhando.

O Grupo que está à frente do projeto tem expertise em construção de Cidades Inteligentes tendo participado de construções de Cidades como Dubai, Catar, Singapura, Egito entre outras e pretende implantar a mesma tipologia de negócios noutros estados.