Petista Flávio Tavares é nomeado para cargo no governo Lula

O ato de nomeação de Flávio Tavares foi publicado pelo ministro das Cidades, Jarder Barbalho, no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (5).

Foto: arquivo pessoal

O paraibano Flávio Tavares, militante do PT da Paraíba, foi nomeado para cargo no governo Lula. Ele vai integrar a coordenação-geral da Coordenação-Geral de Planos Participativos do Departamento de Regularização, Urbanização Integrada e Qualificação de Territórios Periféricos da Secretaria Nacional de Políticas para Territórios Periféricos.

O ato foi publicado pelo ministro das Cidades, Jarder Barbalho, no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (5).

“Agora é oficial: sou o novo Coordenador-Geral de Planos Participativos da nova Secretaria de Políticas para Territórios Periféricos do Ministério das Cidades! Honra imensa integrar o governo Lula. Para fazer história com esse olhar inédito para as periferias do Brasil”, publicou Tavares, em sua conta pessoal no Twitter.

Ao Conversa Política, Flávio Tavares disse que a pasta que vai conduzir tem a missão de integrar todas as políticas urbanas, convergindo para a atuação nas periferias. “Na prática, a minha função é pensar nos novos arranjos para atuação nessas áreas periféricas. A grande diferença, pautada no novo governo, é que essas intervenções vão ser absolutamente integradas, dando protagonismo à participação popular”, comentou.

Flávio Tavares

Flávio Tavares é Arquiteto e Urbanista (UFPB e ETSA/US) e Mestre em Desenvolvimento Urbano (MDU/UFPE). Integra a Rede BrCidades, o Conselho Superior de Arquitetos do IAB e o Núcleo de Acompanhamento de Políticas Públicas de Cidades da Fundação Perseu Abramo. Atuou como Secretário de Planejamento de Conde/PB e depois como consultor em Planejamento e Gestão Urbana no Instituto Território. Foi reconhecido em vários prêmios nacionais por sua atuação na gestão pública, como o Prêmio FNA 2019, o MuniCiência (CNM e União Europeia) e o Cidade Caminhável (SampaPé/ITDP/Walk21). Agora, chega ao Governo Federal para exercer o cargo de Coordenador-Geral de Planos Participativos da recém-criada Secretaria Nacional de Políticas para Territórios Periféricos do Ministério das Cidades.