João descarta chapa ‘puro-sangue’ do PSB se ele for candidato ao Senado

O governador João Azevêdo antecipou que o partido não terá candidatura própria ao governo em 2026, se ele sair para tentar o Senado.

Foto: reprodução/TV Cabo Branco

O governador João Azevêdo (PSB) descartou hoje (10) a possibilidade de o PSB lançar candidato ao governo e se ele resolver se candidatar ao Senado em 2026. “Eu estando como candidato a senador, não poderá ter outro do PSB”, disse, enfatizando que uma chapa puro-sangue não está nos planos da legenda.

A declaração foi dada ao ser questionado pela imprensa sobre uma declaração do presidente do PSB de João Pessoa, Tibério Limeira, sobre uma possível candidatura majoritária do partido em 2026. João, inclusive, pontuou que a fala do auxiliar da sua gestão teria sido mal interpretada.

“O questionamento dirigido ao entrevistado foi se o PSB estava preparado para lançar candidatos à disputa pelo cargo de governador do Estado, ao que ele respondeu destacando que o partido possui indivíduos qualificados para competir em qualquer posição política”, explicou João.

Ao refutar a chapa com PSB no governo e Senado, João agrada os atuais aliados e assegura a sua governabilidade. Nesta conta, estão o PP e PSD, leia-se Aguinaldo e Daniella Ribeiro, que podem ganhar o comando do estado antecipadamente com a possibilidade dele sair candidato e automaticamente o vice Lucas Ribeiro assumir o governo.

Agrada também outros aliados que sonham com a cadeira do Executivo para 2026, como o Republicanos, liderado pelo deputado federal Hugo Motta, que tem sido cotado para a majoritária. O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, também não esconde o desejo de ser indicado para a disputa.