Cícero anuncia volta dos ônibus ‘ligeirinho’ com ar-condicionado em João Pessoa para novembro

A promessa foi feita pelo prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, durante a entrega de 20 novos ônibus para compor a frota de transporte público da capital, nesta segunda-feira (7).

Foto: Divulgação/Secom-JP

O prefeito Cícero Lucena (PP) afirmou que, no mês de novembro, voltam a circular em João Pessoa os ônibus com ar-condicionado, antigamente chamados de ‘ligeirinho’. A promessa foi feita pelo gestor durante a entrega de 20 novos ônibus para compor a frota de transporte público da capital, nesta segunda-feira (7).

“Eles tinham deixado de existir na nossa cidade, embora existisse há vinte anos. Estamos recuperando e final de novembro estaremos entregando essas novas linhas com ônibus mais rápido e ar-condicionado”, disse o prefeito.

A nova frota entregue nesta segunda-feira é a terceira deste ano. Outros 20 veículos entraram em operação no mês de maio e mais 20 em junho, chegando a 60 o número de ônibus zero-quilômetro. De acordo com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), 200 mil pessoas estão sendo beneficiadas.

“É uma aquisição muito importante, pois vai trazer mais conforto, tranquilidade e rapidez nas viagens”, disse o superintendente de Mobilidade Urbana da Capital, Expedito Leite Filho.

Os novos ônibus já vão operar no Terminal de Integração do Valentina, que foi a promessa foi feita pelo gestor durante a entrega de 20 novos ônibus para compor a frota de transporte público da capital, nesta segunda-feira (7), entregue à população pela prefeitura no fim de semana, como parte das comemorações pelo 438° aniversário de João Pessoa.

De acordo com o Sintur, os novos ônibus contam com o que existe de mais moderno em motor a combustão no mundo. São 80% menos poluentes, possuem itens de acessibilidade e segurança. Não permitem, por exemplo, que seja dada partida sem que todas as portas estejam fechadas.

“Nessa parceria com a prefeitura de João Pessoa tivemos a redução do ISS em 50%, e mais 50% no ICMS do óleo diesel por parte do Governo do Estado. Então, as empresas fazem sua parte, que é buscar melhorias em termos de frota, operação e linha, e o poder público colabora com o incentivo tributário”, disse Isaac Moreira, diretor institucional do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de João Pessoa (Sintur).