João Paulo Medeiros

Na Paraíba: esposa de vereador vai devolver mais de R$ 2 mil recebidos do Bolsa Família irregularmente

Ela teria recebido 14 parcelas do benefício irregularmente. Pagamento será parcelado

Foto: divulgação

A esposa de um vereador da cidade de Prata, no Cariri do Estado, terá que devolver R$ 2,096,00 aos cofres públicos por ter recebido, irregularmente, recursos do Bolsa Família. O caso é incomum de acontecer, mas um acordo de não persecução penal, firmado com o Ministério Público Federal (MPF), vai possibilitar a devolução do dinheiro.
Conforme apurou o MPF, ela teria recebido irregularmente 14 parcelas do benefício. Algumas durante os meses de janeiro e abril deste ano, quando o esposo assumiu o cargo de vereador na cidade. Outras, entre os meses de janeiro e outubro de 2013, quando ela estaria trabalhando em uma construtora.

Conforme o TCE, um vereador da cidade de Prata recebe R$ 4,3 mil por mês.

O ressarcimento dos valores será parcelado. Os nomes do parlamentar e da beneficiária foram preservados pelo Blog, em razão dela ter assumido o erro e não ser alvo de ação penal.
Diante dos riscos de um processo, o acordo parece ter sido um bom negócio para a esposa do vereador. Para os cofres público, certamente, também.

Veja também  Prefeitura de Campina Grande publica edital da Guarda Municipal. Confira