João Paulo Medeiros

Com sistema em crise, prefeitura vai prorrogar subsídio para passagens de ônibus em Campina Grande

Projeto deverá ser votado na próxima semana e pede abertura de crédito especial de R$ 1,8 milhão

Foto: arquivo Jornal da Paraíba

A prefeitura vai prorrogar o pagamento do subsídio para passagens do sistema de transporte público de Campina Grande. O projeto foi encaminhado para Câmara e poderia ter entrado na pauta de votação ontem, mas ficou para semana que vem. A proposta, encaminhada pelo Executivo, pede a abertura de um crédito especial de R$ 1,8 milhão, que custeará o ‘bônus’ para usuários do sistema.
Na prática a iniciativa é, também, um socorro às empresas do setor – que reclamam de dificuldades por conta da pandemia e da queda no número de passageiros. Isso porque o ‘bônus’ é um estímulo para o ingresso de mais passageiros no transporte público.

Pelo projeto o subsídio será prorrogado por mais três meses.

Foto: reprodução

Veja também  Após cirurgia e ‘jejum’ em eventos, Romero e Bruno participam de inauguração em Campina


O pagamento do ‘bônus’ teve início ano passado, ainda na gestão do ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD) e vem sendo renovado na gestão Bruno Cunha Lima (PSD).
Bruno, aliás, prometeu não elevar o valor das passagens este ano. Hoje elas já custam R$ 3,90 (dinheiro).
Com o aprofundamento da crise e até o surgimento de movimentos grevistas a gestão tem encontrado no subsídio uma forma de manter as passagens ‘congeladas’.