João Paulo Medeiros

Em país polarizado, lulistas expõem cartazes para bolsonaristas na Paraíba

Foto: pleno poder

A ruas, as redes sociais e as recentes pesquisas de intenção de voto mostram que o Brasil está polarizado entre defensores da esquerda, incorporada hoje pelo ex-presidente Lula, e apoiadores do presidente Bolsonaro.

Há, claro, uma parcela importante da sociedade brasileira que pensa para além dos dois projetos. E espera o surgimento de uma terceira via.

Mas é fato que o debate sobre 2022, por ausência de outros atores políticos, quase sempre termina em um dos dois polos.

Hoje, na zona rural da cidade de São José de Piranhas, um fato simboliza bem isso.

Veja também  Com quadro reduzido, cúpula do bolsonarismo tenta colocar paraibano na disputa em 2022

Defensores do ex-presidente Lula expuseram cartazes, em veículos estacionados às margens de uma estrada de terra por onde bolsonaristas passavam, com a frase “Lula 2022”.

A estrada dava acesso ao local onde o presidente promoveu, com seus apoiadores, a entrega do último trecho da obra do Eixo Norte da Transposição.

A obra, aliás, foi iniciada por Lula e hoje, após 13 anos, a estrutura física foi entregue.

No fim das contas, Bolsonaristas, lulistas e todos os demais paraibanos serão beneficiados com a chegada das águas do Velho Chico.

Os dois grupos, contudo, não perdem tempo. A polarização está nos quatro cantos. Nas estradas sertanejas a realidade não é diferente.