João Paulo Medeiros

Enquanto Veneziano não participa de agenda, Efraim e Aguinaldo travam ‘luta’ por espaços com João

Deputados são pré-candidatos ao Senado. Veneziano viajou para Brasília

Foto: reprodução
Foto: reprodução

As últimas agendas do governador João Azevêdo (Cidadania) deixam duas fotografias para do cenário político paraibano. Uma delas é a ‘luta’ explícita por espaços travada entre os deputados Efraim Filho (União Brasil) e Aguinaldo Ribeiro (Progressistas). A outra o ‘sumiço’, cada vez mais prolongado, do senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB) dos eventos do Governo.

Ontem, em um evento que reuniu mais de 80 prefeitos em João Pessoa, o enredo foi o mesmo.

Pré-candidatos ao Senado, Aguinaldo e Efraim disputaram fotos, vídeos e acenos do governador.

Já o emedebista passou longe da solenidade – mesmo tendo retornado à Paraíba no sábado, de Dubai, e embarcado para Brasília ao meio dia de ontem para compromissos no Senado.

Há pelo menos seis meses Veneziano e João não participam de um mesmo evento, presencialmente – dizem pessoas próximas aos dois. O ‘gelo’ na relação é acompanhado por uma aproximação iminente entre o governador e o ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD).

Veja também  PSD e MDB enfrentam um mesmo risco na Paraíba: o da desunião em 2022

Foto: Secom

Já no caso de Efraim e Aguinaldo, o ‘embate’ parece até ser estimulado pelo Governo. Ontem, por exemplo, o cerimonial disponibilizou cadeiras, para os dois, ao lado de Azevêdo.

“Fico extremamente feliz. São parceiros”, disse o governador, ao ser questionado sobre a presença dos dois no evento.

A felicidade de agora, contudo, poderá ter um preço. É que Aguinaldo e Efraim constroem, a cada aparição pública, musculaturas próprias na base governista e, um dia, será preciso definir quem disputará o Senado com o rótulo do Governo.

A tese de ter dois candidatos ao Senado (por hora, pelo menos) não agrada a João Azevêdo. O risco é de que a escolha provoque rachaduras muito agudas na base.

Por hora o que se sabe é que janeiro é o prazo final estabelecido pelo governador para definir quem é Governo, ou não, na Paraíba. As fotografias de agora, talvez, falem muito sobre as imagens que veremos com o fim do prazo.