João Paulo Medeiros

PF cumpre mandado de busca na Paraíba em investigação que mira exploração sexual infantil

Ação é coordenada pela PF em Pernambuco

Foto: Divulgação/PF
Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) desencadeou hoje a ‘Operação Lobos 2’, contra suspeitos de abuso sexual de crianças e de adolescentes e de produzir, divulgar e armazenar pornografia infantil. Além disso, a ação busca localizar e resgatar vítimas que possam estar em situação de extrema violência.

Um dos mandados de busca e apreensão foi cumprido na Paraíba. A ação é coordenada pela Polícia Federal em Pernambuco.

Ao todo foram expedidos oito mandados de prisão preventiva e 104 de busca e apreensão, distribuídos em 20 Estados.

Em uma fase anterior da operação um homem apontado pela PF como um dos principais difusores de pornografia infantil do mundo foi preso em Pernambuco.

Ele era dono de cinco dos maiores fóruns do mundo sobre o tema, com páginas com sobre estupro de bebês, crianças ou com violência que eram acessadas por 1,8 milhão de pessoas, disse a polícia. De acordo com a PF, todo o conteúdo ilícito era vinculado na darkweb, uma parte da deepweb, como é chamada área da internet que não pode ser acessada através de buscadores comuns.

Veja também  Ministro manda TJPB trancar ação penal contra homem que criava um ‘golado’ na zona rural de Queimadas

A Polícia Federal em Pernambuco, em conjunto com polícias de outros países, investigava desde 2016 uma rede de abuso e produção de pornografia infantil. Foi assim que chegou ao homem que seria um dos principais difusores desse tipo de material ilícito no mundo.

Após a prisão, a PF descobriu um grande esquema comandado por ele que envolvia a divisão de tarefas de pessoas como arregimentadores, administradores, moderadores, provedores de suporte de hospedagem, produtores de material, disseminadores de imagens, entre outros.

*** Com informações do G1 PE