João Paulo Medeiros

MP recomenda que Campina Grande e três cidades cobrem comprovante vacinal de crianças em escolas

MP pede realização de busca ativa e pontos itinerantes de vacinação

Foto: Divulgação MP Procon
Foto: Divulgação MP Procon

A Promotoria da Saúde, em Campina Grande, recomendou que o município de Campina Grande e as cidades de Boa Vista, Lagoa Seca e Massaranduba adotem medidas para estimular a vacinação de crianças de 5 a 11 anos. Entre as medidas está a exigência, no momento da matrícula escolar, de comprovante vacinal das crianças.

O documento ainda pede a realização de busca ativa e a criação de pontos itinerantes de vacinação nas cidades.

“Seja solicitada a apresentação, no ato da matrícula escolar da rede municipal de ensino, pública e privada, de comprovante vacinal das crianças com faixa etária já contemplada pela vacinação contra Covid-19, ressaltando-se que a falta desta vacina ou de outra vacina considerada obrigatória não impossibilitará a matrícula, porém, a situação deverá ser regularizada no prazo máximo de 30 (trinta) dias”, diz a recomendação.

A recomendação é assinada pela promotora Adriana Amorim e foi publicada na última sexta-feira (21).

Foto: reprodução

Veja também  Esgoto invade Transposição no Cariri e classe política paraibana segue de braços cruzados

Ao Blog, o secretário de Educação de Campina Grande, Raymundo Asfora Neto, informou que a Secretaria já está adotando as medidas recomendadas à prevenção da covid nas escolas e tem alinhado com a Saúde Municipal os protocolos para garantir o retorno seguro das atividades.

O Blog não conseguiu contato com as prefeituras de Lagoa Seca, Massaranduba e Boa Vista e aguarda resposta da Secretaria de Saúde campinense.