João Paulo Medeiros

Paraíba tem 117 pessoas e 241 empresas suspensas de participação em licitações; veja lista

Paraíba é 4º em ranking de sanções. Dados são da CGU

Foto: Arquivo

Operações policiais, investigações e falhas em processos licitatórios e contratos fazem parte da rotina do noticiário paraibano há anos. As descobertas, de situações às vezes absurdas, resultam em processos criminais e de improbidade e, em alguns casos, na suspensão temporária da participação dos envolvidos em licitações e contratos.

Na Paraíba há, nesse momento, 117 pessoas e 241 empresas com restrição quanto à participação em processos licitatórios de órgãos públicos.

A lista completa é disponibilizada pela CGU e faz parte do Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (CEIS).

Na relação dos que apresentam restrições estão empreendimentos investigados em operações como Recidiva, Andaime e Famintos, além de ex-prefeitos e gestores públicos.

Acesse aqui a página da CGU

No Estado ainda há 134 entidades privadas sem fins lucrativos impedidas de participação em licitações e o registro de 86 expulsões de servidores da administração federal.

Veja também  Disputa por espaços afasta Efraim e Pedro Cunha Lima de agenda de Bolsonaro na Paraíba

Em comparação com outros Estados do Nordeste, a Paraíba aparece em 4º lugar no ranking de sanções, com 358 registros. O Estado da Bahia lidera o ranking, com 1.173. Depois aparece Pernambuco, com 437 casos.

O Estado do Maranhão é o 3º colocado, com 401 registros.