João Paulo Medeiros

Bruno diz que permanência no PSD depende dos rumos que partido seguir na Paraíba

Prefeito disse que ainda irá conversar com Kassab sobre partido

Foto: Pleno Poder

A troca de comando no PSD paraibano tem movimentado, nas últimas horas, a política paraibana. Filiado à legenda desde 2020, quando disputou a prefeitura campinense, o prefeito Bruno Cunha Lima foi cauteloso ao comentar a decisão da executiva nacional da legenda.

O partido entregou à senadora Daniella Ribeiro o comando estadual.

“Não sei se Romero vai sair. A simples chegada (de Daniella) não enseja a saída do partido. O que vai determinar o movimento é qual o comportamento que o partido vai ter diante dessas composições nessas eleições agora. O problema não é a chegada de Daniella que nos obriga a sair. É apenas a diretriz”, disse o prefeito ao Blog.

Em seguida, Bruno voltou a dizer que continuará apoiando a candidatura do deputado Pedro Cunha Lima (PSDB) ao Governo.

O prefeito esteve com o ministro Gilberto Kassab dias atrás, em Curitiba. No encontro, segundo Bruno, já se ventilava a hipótese de fortalecimento da bancada do partido no Senado Federal.

Veja também  Justiça rejeita pedido para cancelar motociata de Bolsonaro em Campina Grande

“Minha relação com Kassab é muito boa. Nós marcamos de renovar o contato para a partir disso poder conversar um pouco mais a respeito dessas movimentações e de como fica o cenário”, assinalou o prefeito.