Alvo de buscas da Polícia Federal, prefeito diz que bens são compatíveis com atuação como médico

PF encontrou, durante operação de hoje, várias caixas e maletas com dinheiro em espécie

Um dos 11 mandados de busca e apreensão cumpridos hoje pela manhã pela Polícia Federal e o Gaeco, na Operação ‘Festa no Terreiro’, teve como alvo o apartamento do prefeito da cidade de São Mamede, Umberto Jefferson Morais.

Ele mesmo confirmou a realização das buscas, mas negou qualquer tipo de envolvimento com as fraudes investigadas.

O gestor disse confiar na equipe da prefeitura e garantiu que os bens adquiridos por ele são compatíveis com sua atuação profissional como médico.

A investigação

Equipes da Polícia Federal cumpriram 11 mandados de busca foram expedidos pela Justiça. Dez deles em alvos na região de Patos, no Sertão, e um em João Pessoa.

Um dos mandados teve como alvo a prefeitura da cidade de São Mamede.

A PF, juntamente com o Gaeco, apuram fraudes em licitações e desvios de recursos que teriam provocado um prejuízo estimado em R$ 8 milhões.

Parte do dinheiro apreendido, R$ 150 mil, estava em uma caixa trancada com cadeado. Outra parte guardada em uma maleta.

A operação é um desdobramento da ‘Bleeder’, que já havia cumprido ordens judiciais no mês passado nas duas cidades. No caso da ‘Bleeder’, a investigação apura desvios e superfaturamento em obras hídricas da Paraíba.