Criptomoedas: MPF denuncia donos da Fiji por fraudes contra o sistema financeiro

Cumprimento de mandados na sede da Fiji Solutions, em Campina Grande. Foto: Polícia Federal/Divulgação

O juiz da 4ª Vara da Justiça Federal em Campina Grande recebeu a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra os donos da empresa Fiji, que atuava com criptomoedas e é investigada por um suposto esquema de fraudes e pirâmide financeira.

Foram denunciados por fraudes contra o sistema financeiro Bueno Aires José Soares Souza, Breno de Vasconcelos Azevedo e Emilene Marília Lima do Nascimento. Com o recebimento da denúncia, os três se tornam formalmente réus no processo.

O caso passou a ser investigado em junho do ano passado, com a Operação Ilhada Fantasia, da Polícia Federal. 

Ao Blog, o advogado Iarley Maia, que atua na defesa de Bueno Aires, afirmou que ainda não teve acesso à denúncia.

“Todavia, pelo que conheço da matéria, vamos esclarecer e contrapor toda dinâmica dos fatos descritos pelo MPF, que não corresponde à realidade vivenciada dentro de uma empresa com três sócios e responsáveis”, assinalou Iarley.

Criptomoedas: MPF denuncia donos da Fiji por fraudes contra o sistema financeiro

O esquema da Fiji é parecido com o investigado no caso Braiscompany. No caso da Brais, o processo está pronto para ser julgado na 4ª Vara.