Novo partido é alternativa para dissidentes do PL na Paraíba

Procurando um novo abrigo partidário, o Triunvirato ganhou mais uma alternativa. É que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou a fusão do PTB com o Patriota, criando o Partido da Renovação Democrática (PRD), que usará o mesmo número do extinto Democratas, o 25.

A mudança ocorreu para ‘salvar’ o PTB, após a legenda não ter alcançado a cláusula de barreira. As estimativas apontam que o novo partido receberá algo em torno de R$ 22 milhões em fundo partidário.

Na Paraíba o comando da legenda está em disputa. O presidente do PTB, Dedé Salles, trabalha para se manter no comando, mas o vereador Guga, de João Pessoa, também estaria interessado. 

Para o comunicador Nilvan Ferreira e os deputados Cabo Gilberto e Wallber Virgolino a nova legenda é uma possibilidade. 

Os três, contudo, vinham mantendo conversas com o senador Efraim Filho, do União Brasil. As negociações, até onde a visão alcança, não prosperaram tanto como previsto. Outra possibilidade para o Triunvirato é o Novo, mas os recursos disponíveis pela agremiação são um desafio.

Certo mesmo, por enquanto, é que nenhum deles pretende seguir no PL, salvo se houver uma mudança de 360 graus – o que é pouco provável.

Novo partido é alternativa para dissidentes do PL na Paraíba