Para abençoar desvios e fraudes, alvo da Polícia Federal guardava ‘oração do dinheiro’ na Paraíba

Dinheiro foi apreendido durante buscas da PF

Foto: divulgação/PF

Não basta desviar recursos públicos com superfaturamentos e fraudes em licitações. Um dos alvos da Polícia Federal na Operação ‘Festa no Terreiro’, deflagrada hoje na Paraíba, guardava uma espécie de ‘oração do dinheiro’. A oração foi apreendida juntamente com uma caixa que continha R$ 172 mil em espécie.

Segundo a PF, a dinheirama é fruto dos desvios investigados na ação.

O papel diz: “que nunca lhe falte dinheiro, e que o mesmo aumente para você. Esta é a sacolinha de São José: todo dinheiro que receber, coloque dentro dela, nem que seja por um minuto.”

É um completo descaramento!

A investigação

Equipes da Polícia Federal cumpriram 11 mandados de busca foram expedidos pela Justiça. Dez deles em alvos na região de Patos, no Sertão, e um em João Pessoa.

Um dos mandados teve como alvo a prefeitura da cidade de São Mamede.

A PF, juntamente com o Gaeco, apuram fraudes em licitações e desvios de recursos que teriam provocado um prejuízo estimado em R$ 8 milhões.

Parte do dinheiro apreendido, R$ 150 mil, estava em uma caixa trancada com cadeado. Outra parte guardada em uma maleta.

A operação é um desdobramento da ‘Bleeder’, que já havia cumprido ordens judiciais no mês passado nas duas cidades. No caso da ‘Bleeder’, a investigação apura desvios e superfatumento em obras hídricas da Paraíba.