Músico paraibano Elon lança seu álbum de estreia nesta sexta-feira (21)

Na sua estreia, Elon reflete os caóticos anos da pandemia e ainda encontra brechas para falar sobre amor.

Elon lança “tateia”, seu álbum estreia.

O músico paraibano Elon Damaceno, natural de Pombal-PB, lançou seu álbum de estreia, “TATEIA”, nesta sexta-feira (21).  As canções vão estar disponíveis em todas as plataformas digitais.

Seu novo álbum partiu das inquietações durante os caóticos últimos dois anos de pandemia. Ainda assim, Elon encontra brechas para pensar e falar sobre amor. Trata-se de um trabalho minimalista – voz e teclas – com sete canções de sua autoria e parcerias com Nathália Bellar, Guga Limeira e Lucas Gaião, além da participação de Quei Souto.

 

O projeto toca em vulnerabilidades humanas, trazendo reflexões existenciais, sobre o amor em sua pluralidade, inclusive enquanto um ato político; tudo envolvido de uma atmosfera mística e de elementos da natureza.  Quanto aos aspectos estéticos, o trabalho experimenta timbres nos sintetizadores, propondo nova perspectiva sonora para a canção nordestina. Sertanejo futurista; AfroIndie; Neo-brega.

Uma coisa é certa: “TATEIA” apresenta a expressividade de Elon como intérprete e compositor. O artista, que é do alto sertão da Paraíba, se une com a versatilidade do músico Helinho Medeiros, que assume a direção musical.

Sobre Elon Damaceno

Elon é natural de Pombal. Sua vida artística teve início ainda na infância, aos quatro anos de idade, quando fez com o pai (Luizinho Barbosa), a primeira composição inspirada pelos movimentos folclóricos afrobrasileiros da sua cidade natal – música que foi gravada no álbum Primazia (de Luizinho).

Veja também  Paraibanos em ‘Mar do Sertão’: elenco tem cinco atores do estado, incluindo Thardelly Lima

Em 2012 começou a se apresentar em bares e eventos com repertório de MPB, assim como também com repertório autoral. Com sua mudança para João Pessoa, em 2017, passou a integrar o quarteto criativo e vocal Quadrilha (com três EPs lançados nas plataformas de streaming) e também a se movimentar na cena com outros projetos (como recente concepção do show “Pertença”, interpretando o cancioneiro paraibano ao lado e Titá Moura e, também, “Béradêro – Elon canta Chico César”).

Em seu trabalho solo, lançou o single “Afoita Corrente” em 2019 e, recentemente (2021), “Quentin”, primeiro single do seu primeiro álbum solo, TATEIA, que conta com a direção musical de Helinho Medeiros, tecladista e sanfoneiro com mais de 80 títulos gravados.

Do sertão da Paraíba, Elon traz na voz a quentura de sua terra. Seu timbre remete aos cantadores de viola e vem se destacando com um dos grandes intérpretes da atual geração da música paraibana. Com uma música urbana, resgata o bucolismo de sua vida no sertão e faz o nordeste conversar com o ritmo do mundo, refletindo sobre amor, temas LGBTQIA+, ancestralidade, natureza humana e vivências do cotidiano.