Paraíba registra menor número de internos por Covid-19 desde abril de 2020

Segundo de Estado Secretaria da Saúde, 96 pessoas estão internadas devido a covid-19 no estado paraibano.

Vacinação contra Covid-19 na Paraíba

Nesta quinta-feira (25), 96 pessoas estão internadas nos hospitais paraibanos em decorrência da Covid-19, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES). É o menor número de internos desde abril de 2020, segundo mês da pandemia. De acordo com o boletim, a Paraíba registrou 11 novos casos da doença nesta quinta.

Os dados do e-SUS não foram atualizados e o boletim foi emitido sem os casos leves. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), além dos novos casos, seis mortes por coronavírus foram confirmadas nas últimas 24 horas. Agora, a Paraíba contabiliza 459.500 casos de Covid-19 e 9.511 mortes pela doença.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico), em todo estado, é de 17%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 29%. Em Campina Grande, estão ocupados 7% dos leitos de UTI adulto e no sertão 31% dos leitos de UTI para adultos.

Veja também  Paraíba realiza terceiro Dia D de vacinação contra a Covid-19, neste sábado (11)

Até esta quarta, 222 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. Os óbitos confirmados neste boletim ocorreram nos municípios de Campina Grande (1), João Pessoa (1), Malta (1), São José de Espinharas e São José de Piranhas (1). As vítimas são 2 mulheres e 4 homem com idades entre 54 e 83 anos. Cardiopatia foi a comorbidade mais frequente.

Até o momento, 3.055.146 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 2.332.314 completaram os esquemas vacinais, o que representa 77,82% da população com idade a partir de 18 anos. Do total de vacinados com o esquema primário completo, 2.268.149 tomaram as duas doses e 64.165 utilizaram imunizante de dose única. Sobre as doses adicionais, foram aplicadas 9.024 em pessoas com alto grau de imunossupressão e 268.074 doses de reforço na população com idade a partir de 60 anos.