Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Prefeito de Cabedelo recorre a jejum coletivo em ‘guerra espiritual’ contra a covid-19

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA

 

Um dos principais destinos turísticos da Paraíba, Cabedelo acabou protagonizando episódios de aglomeração neste veraneio, com total desrespeito aos protocolos sanitários em tempos de pandemia.

O prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo (DEM), bem que entrou na linha de disciplinar a circulação de moradores e turistas na cidade com um novo decreto. Mas a medida, para ele, parece que não deve ser suficiente. Hoje ele resolveu recorrer para uma ação ainda mais drástica: está propondo um jejum coletivo no próximo dia 15 de março.

“Quero propor um jejum em prol da guerra espiritual contra a covid-19 que estamos vivendo”, reverberou em sua conta pessoal nas redes sociais.

E o prefeito não quer travar a batalha sozinho. Vitor Hugo aproveitou o espaço para cobrar apoio da classe política em sua proposta de ficar sem comer por um dia para ver se os números de vítimas do coronavírus, enfim, recuam. A cidade acumula 5,2 mil casos confirmados de covid-19 e 100 óbitos, segundo dados do governo.

Veja também  TJPB aprova criação de Vara Criminal para julgamento de Organizações Criminosas

No vídeo ele conta que vai enviar uma proposta à Câmara Municipal de Cabedelo para que os vereadores também participem do jejum. Vitor Hugo detém a unanimidade no parlamento, então não é improvável que todos participem.

Ele disse ainda que enviará um ofício à Assembleia Legislativa da Paraíba para que a data seja oficializada em toda a Paraíba. Vitor Hugo também conclamou a participação de todos os pastores e padres no Estado para que encampem a proposta. Quem será que vai topar?