Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Relatório do TCE aponta mortos, menores de idade e vacinação em duplicidade na Paraíba

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA

 

Foto: Dayse Euzébio/secom-JP

Novo relatório do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), obtido pelo Conversa Política, revela um rosário de irregularidades ou inconsistências que teriam ocorrido na vacinação da população contra a Covid-19 ao longo deste ano, no estado. Ao todo são 134.338 novas irregularidades, como pessoas mortas e menores de idade que teriam sido imunizadas, vacinação sem CPF e em duplicidade, dentre outras.

Os dados foram obtidos pelo TCE-PB, junto à Secretaria do Estado da Saúde, e se referem à vacinação contra a Covid-19 no período de 17 de janeiro a 26 de maio, deste ano. O detalhe é que essas irregularidades encontradas não contemplam as detectadas em relatórios anteriores, ou seja, o total global é muito maior.

Conforme o novo relatório do TCE, pelo menos 26 menores de idade já teria tomado a vacina na Paraíba, o que ainda não foi autorizado pelo Plano Nacional de Imunização. Outra irregularidade que chama atenção são novos quatro mortos na lista de vacinados.

Veja também  PEC da Polícia Penal da Paraíba entra em pauta após bate-boca entre deputados

O cruzamento de dados realizado pelo TCE-PB com as informações fornecidas pela Secretaria de Estado da Saúde também aponta que 10.688 pessoas foram vacinadas fora dos grupos etários.

Domicílio

O maior volume de irregularidade encontradas pelo TCE, no entanto, diz respeito a pessoas que teriam tomado a vacina contra a Covid-19 em domicílio divergente do seu. Nesse recorte, 63.097 teria feito isso para garantir a sua imunização.

Também foi constatado que 29.406 pessoas tomaram a vacina com intervalo incorreto entre doses, 6.536 constam no registro sem CPF e 2.779 que teriam tomaram a segunda dose da vacina diferente da primeira, o que não garante a imunização.

O relatório toma por base diversas fontes de dados oficiais como o Ministério da Saúde, Portal da Transparência do Governo Federal, Secretaria do Tesouro Nacional (STN), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), SAGRES/TCE-PB, Sistema Tramita/TCE-PB e Portal do Governo Estadual da Paraíba. Ele deve ser divulgado oficialmente na próxima sexta-feira (18).