DIU pelo SUS em João Pessoa e mais: um guia sobre saúde reprodutiva e planejamento familiar

Nas USF’s, é possível encontrar conjunto de ações sobre planejamento familiar, inclusive DIU pelo SUS em João Pessoa.

ALPB aprova projeto que proíbe planos de exigirem consentimento do marido para inserção do Diu. Foto: Reprodução / Gooutside.

Entre os métodos contraceptivos, o DIU é um dos principais e uma opção altamente eficaz e de longo prazo. É possível colocar DIU pelo SUS em João Pessoa, assim como ter acesso a opções de planejamento familiar.

O Sistema Único de Saúde oferece um conjunto de ações sobre planejamento familiar, que incluem orientação e prevenção para evitar a gravidez indesejada.

O que é e como funciona o DIU

De acordo com a enfermeira da USF Vila Saúde, Élida Souza, o Dispositivo Intra Uterino (DIU) reduz a necessidade de intervenções frequentes ou lembretes diários, a exemplo das pílulas contraceptivas. “A depender do tipo de DIU escolhido, pode se passar cinco a 10 anos com ele, mas pode ser removido a qualquer momento. Isso permite que as mulheres recuperem sua fertilidade rapidamente, após a remoção, se desejarem engravidar”, explicou.

Além de características como efetividade, longa duração, reversibilidade, conveniência e eficácia por um longo período, a enfermeira elencou outros pontos positivos sobre o método. “Alguns tipos de DIU são bons para mulheres que estão amamentando, oferecendo uma opção contraceptiva segura durante o período pós-parto. Outro lado positivo é a ausência de hormônios no DIU de cobre, sendo uma opção adequada para mulheres que preferem evitar o uso de contraceptivos hormonais”, destacou.

Como colocar DIU pelo SUS em João Pessoa

Para colocar um DIU pelo SUS em João Pessoa, é preciso procurar uma Unidade de Saúde da Família (USF) e solicitar uma avaliação médica, como explica a médica da USF Vila Saúde, Fernanda Freire.

“A avaliação de um médico ou enfermeiro verificará a saúde geral da usuária, histórico médico e reprodutivo, além de possíveis contraindicações como infecções uterinas, gravidez, alergias a determinados materiais ou componentes do dispositivo e até mesmo a anatomia do útero pode dificultar a inserção adequada”, orientou.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), não existe uma idade ou número mínimo de filhos para colocar o DIU.  Ao procurar uma USF,  no planejamento familiar será definido qual o método contraceptivo que melhor atende as necessidades da família.

Outros métodos contraceptivos disponíveis no SUS

Na Atenção Básica do Município, diversos métodos contraceptivos são disponibilizados para atender às necessidades individuais das mulheres e também dos homens. Algumas das opções mais comuns são as pílulas anticoncepcionais e os métodos de barreira, que são preservativos masculinos e femininos. As Unidades de Saúde da Família também fazem o encaminhamento para procedimentos permanentes como a laqueadura tubária (para mulheres) e vasectomia (para homens).

O acesso a métodos contraceptivos na Atenção Básica de João Pessoa deve ser a partir de uma consulta com o enfermeiro ou médico de sua USF de referência para discutir suas opções contraceptivas. Durante a consulta, o profissional pode avaliar sua saúde geral, histórico médico e fornecer orientações personalizadas.