Salário das mulheres é em média R$ 400 menor do que homens na Paraíba

Salário das mulheres é de R$ 2.228,92, segundo o Ministério do Trabalho.

Foto: Freepik.

O salário das mulheres é, em média, R$ 386,55 menor do que os homens na Paraíba, sendo o delas R$ 2.228,92, enquanto o deles é R$ 2.615,47.

O salário das mulheres é 14,8% mais baixo do que os homens. Os dados são do 1º Relatório de Transparência Salarial, divulgado nesta segunda-feira (25).

O cálculo do Ministério do Trabalho que encontrou esse percentual considera a média salarial dos homens para fazer a divisão. Portanto, não é um cálculo de diferença.

A diferença de salários das mulheres e homens varia de acordo com a função ocupada. No estado, em cargos de dirigentes e gerentes, por exemplo, chega a 25,9%.

Quando se trata de raça, o relatório aponta que o salário das mulheres negras, embora sejam maioria no mercado de trabalho paraibano, é menor do que as mulheres brancas. Enquanto a remuneração média da mulher negra é de R$ 1.984,68, a da não negra é de R$ 2.640,44.

No caso dos homens, os negros recebem em média R$ 2.414,05 e os não negros, R$ 3.059,05.

O relatório também indica quais empresas têm políticas efetivas de incentivo à contratação de mulheres, como flexibilização do regime de trabalho, entre outros critérios vistos como de incentivo à entrada, permanência e ascensão profissional das mulheres.

No caso da Paraíba, o relatório registrou que 37,4% das empresas possuem planos de cargos e salários; 31,7% adotam políticas para promoção de mulheres a cargos de direção e gerência; 24,5% têm políticas de apoio à contratação de mulheres; e 18,5% adotam incentivos para contratação de mulheres negras.

Apenas 14,3% possuem políticas de incentivo à contratação de mulheres LGBTQIAP+, 20% incentivam o ingresso de mulheres com deficiência, e apenas 7,2% têm programas específicos de incentivo à contratação de mulheres vítimas de violência. Poucas empresas ainda adotam políticas como licença maternidade/paternidade estendida (12,8%) e auxílio-creche (12,8%).

Carteira de trabalho de cor azul e letras na cor branca. Documento é segurado pela mão de uma pessoa. salário das mulheres
Foto: Divulgação

Mais sobre desigualdade entre salário das mulheres e homens

O 1º Relatório de Transparência Salarial foi apresentado pelos ministérios das Mulheres e do Trabalho e Emprego (MTE). O documento contém os principais dados extraídos das informações enviadas pelas empresas com 100 ou mais funcionários, que é o perfil exigido por lei para apresentar os dados para o Governo Federal.
No total, 443 empresas paraibanas responderam ao questionário. Juntas, elas somam 165.381 empregados. A exigência do envio de dados atende à Lei nº 14.611, sobre a Igualdade Salarial e Critérios Remuneratórios entre Mulheres e Homens, sancionada em julho de 2023.

Quer saber mais sobre o salário das mulheres, homens e tudo o que acontece no mercado de trabalho da Paraíba? Acesse a editoria Vamos Trabalhar do Jornal da Paraíba e fique por dentro de tudo.