icon search
icon search
home icon Home > bichos > caderno animal
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin copiar link deste artigo
Compartilhe o artigo
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin copiar link deste artigo
compartilhar artigo

CADERNO ANIMAL

Do que se trata a medicina veterinária preventiva?

Publicado em 18/08/2022 às 11:12


                                        
                                            Do que se trata a medicina veterinária preventiva?

A medicina veterinária preventiva trata-se de um conjunto de estratégias que visam promover a manutenção da saúde de um animal.

Nela, o foco não é tratar a doença, e sim cercar-se de cuidados para evitar seu aparecimento ou detectar precocemente qualquer sinal de que algo está errado e iniciar o tratamento antes que a doença se torne crônica ou chegue a um ponto crítico.

Vacinas, exames periódicos, alimentação adequada são alguns dos cuidados que fazem parte da medicina preventiva.

Essa semana conversamos com Dr. Luiz Trevisan, da Clínica Jampa Vet, pioneiros na prática da medicina preventiva em João Pessoa, para entendermos um pouco mais sobre a importância da prevenção.

Qual o impacto da medicina preventiva na longevidade dos pets?

"Quando falamos em viver mais, é importante entender que essa vida deve vir acompanhada de saúde, a medicina preventiva age nesse sentido, viver mais, mas também viver melhor, isso inclui uma série de cuidados que colaboram com a qualidade de vida. Se estamos prevenindo doenças, retardando em alguns casos o surgimento ou sintomas delas, consequentemente esse paciente tende a ter uma vida longa e saudável."

O que engloba a medicina preventiva?

"Essa prática consiste na manutenção da saúde e bem-estar do paciente, onde vamos rastrear e tratar de forma precoce doenças que podem estar associadas a raça, a espécie. Pensando no paciente como um todo, tendo uma visão macro, entendendo os seus hábitos de vida, a sua relação com a família, seus hábitos alimentares, e a partir disso agir em cada aspecto para promover saúde e qualidade de vida."

Existe uma idade exata para iniciar os cuidados no âmbito da medicina preventiva?

"No mundo ideal tanto para nos seres humanos, como para os Pets, iniciar a vida sob esse nível de cuidado seria perfeito, conseguiríamos reduzir o nível de óbitos precoces, por exemplo de pacientes que não executam um protocolo vacinação eficaz, e ficam de fato suscetíveis a doenças que com a própria vacina seria evitada, conseguiríamos reduzir o número de pacientes com câncer, com problemas cardíacos, que em muitos os casos estão associados a doenças periodontais, então o indicado de fato seria começar o quanto antes."

 Você acha que o tutor está preparado para aceitar essa ideia, uma vez que muitas vezes ele não prioriza a própria saúde?

"Há cinco anos trabalho com medicina preventiva aqui em João Pessoa, e acredito que o cenário vem mudando bastante, os tutores vêm a cada dia buscando mais informações e estabelecendo relações saudáveis e de confiança com o médico veterinário. Essa é uma bandeira que levanto há algum tempo e percebo que com alguns pacientes, eu já consegui estabelecer esse protocolo de saúde, longevidade para o pet e o tutor termina se inspirando, transformando por exemplo seus hábitos alimentares. A nutrologia faz parte desse universo preventivo, então ao prescrever uma dieta natural para um paciente, estou promovendo o que há de melhor para que ele se alimente, nutrindo de fato o seu corpo, e o tutor sente isso, se o meu cãozinho vem comendo bem, evitando doenças através desse hábito eu também posso, eu também mereço isso, é algo bem legal e transformador."

Se o paciente já convive com alguma doença é possível inserir essa prática em sua vida?

"Com toda certeza, a medicina veterinária vem evoluindo muito, e hoje é possível promover qualidade de vida, longevidade a pacientes enfermos através da prevenção. Tenho pacientes que tem Leishmaniose, que é uma doença que não tem cura, e vivem uma vida saudável através de protocolos fitoterápicos, homeopáticos, eliminando o uso de medicações que iam comprometer o seu sistema como um todo. A medicina preventiva visa isso, pensar no paciente como um todo."

E você, é do time que previne ou que deixa aparecer pra tratar?

Confira a carteira de vacinação de seu peludo, aproveite e já agende um check-up; é sempre melhor prevenir do que remediar.

Quem ama, cuida!

Imagem ilustrativa da imagem Do que se trata a medicina veterinária preventiva?

Babi Cavalcanti

Tags

Comentários

Leia Também

  • compartilhar no whatsapp
  • compartilhar no whatsapp
    compartilhar no whatsapp
  • compartilhar no whatsapp
  • compartilhar no whatsapp
  • compartilhar no whatsapp