Vida de cão na Alemanha: regras que melhoram a qualidade da vida canina

Ter um cãozinho na Alemanha não é tão fácil como aqui no Brasil.

Regras rígidas, que são válidas na maioria dos estados alemães, dificultam um pouco a vida de tutores e de quem pretende ter um cão, mas prezam pelo bem-estar dos animais, impactando positivamente na vida não só dos cães, mas dos próprios tutores.

Vamos conferir algumas dessas regras?

1. Seguro de responsabilidade civil para cães

Na Alemanha o tutor é 100% responsável por qualquer dano ou machucado causado pelo seu cão. Alguns dos seguros mais comuns cobrem danos a imóveis alugados, a aparelhos danificados por seu cão, lesões em pessoas e até o custo do afastamento do trabalho se, por exemplo, o cão morder um carteiro.

2. Registro do cão e tag

O registro do animal em órgão oficial do governo é obrigatório. O tutor tem um prazo de no máximo 4 semanas para registrar o cão após comprá-lo ou adotá-lo. No registro, o tutor recebe uma tag (plaquinha) do município, com o número de registro, para colocar em seu cão. Essa tag é de uso obrigatório.

3. Microchip

A maioria dos estados também exige a microchipagem, sendo obrigatória em toda a Alemanha nos casos de cães de raças consideradas perigosas.

4. Imposto anual

Existe uma taxa que o tutor paga anualmente para manter o seu cão. O valor varia de acordo com a cidade e raça do cão.

5. Escola para cães e tutores

Em alguns estados você pode andar com seu cão solto se você tiver uma autorização específica. Para obter essa licença, o tutor deve matricular-se com seu cão em aulas de adestramento e passar por um teste ou pode estudar sozinho para fazer o teste de obediência com seu cão.

6. Passeios obrigatórios e tempo máximo para ficar só

Em todo o país existe uma lei que determina que todos os cães devem passear pelo menos 2 vezes por dia, por no mínimo 1 hora.

Deixar cães sozinhos por um período maior do que 5 horas também é proibido.

Tantas regras que cobram responsabilidade do tutor resultam numa maior qualidade de vida para os cães que vivem na Alemanha, aumentam a interação entre cães e tutores e possibilita que muitos locais sejam petfriendly, afinal, cães mais equilibrados e que apresentam bom comportamento conseguem mais direitos.

E aí, quais dessas regras deveríamos ter no Brasil???