Novo bispo auxiliar da PB comenta caso do Padre Zé e diz que é hora de “olhar pra frente”

Novo bispo auxiliar da Arquidiocese da Paraíba assume nesta quinta-feira (22), em cerimônia na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa.

Dom Alcivan Tadeus em entrevista à TV Cabo Branco. Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

O novo bispo auxiliar da Arquidiocese da Paraíba, Dom Alcivan Tadeus, assume a função nesta quinta-feira (22), em uma cerimônia realizada na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa. O religioso disse, em entrevista à TV Cabo Branco, que sabe das dificuldades, mas que é momento de “olhar pra frente”, ao ser questionado sobre a polêmica envolvendo as investigações do Hospital Padre Zé.

“Caminhar pra frente, olhar pra frente e olhar para aquilo que é essencial, fundamental, sobretudo a evangelização. Olhar para as periferias humanas, existenciais, geográficas onde nós podemos levar a alegria do evangelho para mudar todas as situações de vulnerabilidade social e psíquicas que as pessoas vivem”, disse.

O bispo ressalta que é importante focar naquilo de bom que a igreja católica paraibana possui, como o trabalho evangelizador e combate às vulnerabilidades.

Natural do estado do Rio Grande do Norte, Dom Alcivan Tadeus é padre desde 1997 e foi ordenado bispo em janeiro. Na Arquidiocese da Paraíba, ele deve auxiliar o arcebispo Dom Manoel Delson e relatou que seu trabalho terá uma atenção especial para o Agreste da Paraíba e região de Mamanguape.

“Vamos caminhando ao longo desse tempo, chegando, conhecendo a realidade da arquidiocese para dar atenção especial a essas duas foranias que compõem a Arquidiocese da Paraíba”.

Possibilidade de ser arcebispo

Dom Alcivan Tadeus foi questionado sobre a possibilidade de se tornar arcebispo futuramente, uma vez que outros bispos auxiliares já seguiram por esse caminho. O bispo respondeu que a sua prioridade neste momento é servir à Arquidiocese da Paraíba e que, pelo menos no momento, não almeja o cargo.

“Eu venho como um servidor. Eu não venho para almejar o lugar do arcebispo. Pode acontecer? pode, mas o foco principal é servir a essa igreja neste momento”.