Curta paraibano ‘O que os Machos Querem’ estreia em plataformas internacionais

Segundo filme de Ana Isaura Diniz, a obra foi produzida por uma equipe feminina e faz critica à violência contra às mulheres.

O curta paraibano ‘o que os machos querem’, de Ana Isaura Diniz, circula em duas plataformas internacionais e no 1º Cine das Almas, em Itabaiana, agreste paraibano.

O curta paraibano “O que os Machos Querem”, de Ana Isaura Diniz, circula em duas plataformas internacionais e no 1º Cine das Almas, em Itabaiana, agreste paraibano. Será possível assistir ao filme através de exibição online e presencialmente. Nas plataformas internacionais, a obra vai estar disponível para votação e posterior premiação.

A partir desta segunda-feira (28) até o dia 11 de abril, o curta-metragem participa do Programa 5 do LiftOff Global Network. O P5 é composto por 115 curtas que podem ser votados pelo público em geral até o dia 11, e assistidos o mês inteiro no Vimeo On Demand da empresa por US $20. “O que os Machos Querem” é o filme nº 31 da lista.

Os cinco  mais votados de cada um dos seis programas da rodada social serão avaliados pelos juízes oficiais do Lift-Off. O filme com a maior pontuação geral ganha uma seleção oficial para exibição ao vivo no próximo ano no Pinewood Studios e no Raleigh Studios, em Hollywood. 

“O que os machos querem” (8’35” min.) é o segundo filme de Ana Isaura Diniz

Já a partir do dia 31, o filme estará sendo avaliado pelo júri do One Earth Festival (Cinema, Música e Videoclipe), na Índia, que a cada quatro meses seleciona curtas para exibição no final do ano em Bengaluru. Nesse caso, o filme não está disponível para exibição on-line, apenas para votação do júri internacional.

One Earth Awards é um programa de curtas-metragens, videoclipes e prêmios musicais. Essa premiação trimestral reconhece a excelência de todo o mundo em cinema e música. Com um júri estelar de Grammy, Oscar e outros músicos e cineastas reconhecidos internacionalmente, o One Earth Awards premia cineastas e músicos que usam sua arte para tornar o mundo um lugar melhor.

Veja também  Caminhos do Frio 2022 começa nesta segunda (4), em Areia

O filme também vai ser exibido, entre os dias 1º e 4 de abril, na “Mostra Oxe”, do Cine das Almas, em Itabaiana, agreste paraibano. Mais informações sobre o festival podem ser encontradas através das redes sociais.

A obra aborda a temática da violência contra a mulher, sendo uma adaptação do conto homônimo de Ruth Ducaso, e possui assinatura estética da escritora baiana Luciany Aparecida. Foi idealizado, produzido e realizado por uma equipe feminina, entre julho de 2020 e agosto de 2021.

Sobre a diretora

Ana Isaura Diniz é diretora de Arte e figurinista de Audiovisual e Teatro desde 1998. Ao longo de 25 anos de carreira, trabalhou em cerca de 40 filmes entre curtas, médias e longas-metragens – ficcionais e documentários. Foi diretora do Cine Bangüê da Fundação Espaço Cultural da Paraíba entre 2010 e 2011.

Além disso, estreou na direção em 2019 com o curta-metragem “Fim” (15 min). “O que os Machos Querem” (8’35” min) é seu segundo projeto realizado na função. Desenvolve atualmente com a Carambola Filmes, a série “180 – Feminicídios na Paraíba”, sobre crimes desta natureza que tiveram grande repercussão no Estado.

Sinopse e ficha técnica

Na afiada ponta da faca, uma mulher prepara uma receita de picado que não está em nenhum livro de culinária.

Duração: 8’35” país de produção: Brasil
Idade recomendada: 14+
CATEGORIA: Ficção
DATA DE PRODUÇÃO: 10 Agosto 2021
Equipe: Empresa Produtora: Carambola Filmes
Roteiro e Direção: Ana Dinniz
Texto: Luciany Aparecida @lucianyaparecida
Elenco: Ana Marinho
Produção Executiva: Drica Soares @drica.soares
Produção: Jamara Gonçalves Dias @jamparaibana
Assistente de Produção: Neit Muniz @neitmuniz
Direção de Fotografia: Érica Rocha @ericarocha3040
Assistência de Fotografia: Joana Maia @falecomjoana
Som Direto: Jana Lacerda @jajajanis
Direção de Arte: Ana Dinniz @anadinniz
Figurino: Martina Nobre @martina.nobre
Assistência de Arte: Luzia Costa @luziacostaprod
Montagem: Joana Maia @falecomjoana