Paraíba tem mais de 7,9 mil novos registros de MEI em 2022

De acordo com o levantamento do Sebrae Paraíba, aparecem as cidades de Campina Grande e Patos com 1.159 e 490 registros de MEI.

Muito mais do que identificar as plataformas nas quais os usuários estão, saber como alcançá-los por meio de mensagens personalizadas e únicas se mostrou vital para as empresas. Foto: Firmbee.com / Unsplash

Na Paraíba, conforme levantamento realizado pelo Sebrae, 7.973 novos registros de microempreendedor individual (MEI) foram contabilizados no primeiro bimestre de 2022. Criada há mais de 10 anos com o objetivo de incentivar a formalização de profissionais autônomos, a categoria do microempreendedor individual (MEI) segue contribuindo decisivamente para a inserção de novos empresários no mundo dos negócios.

Ainda conforme os números, a maior parte desses novos registros foi verificada na capital, João Pessoa, que teve um incremento de 3.011 microempreendedores individuais nos dois primeiros meses de 2022. Em seguida, de acordo com o levantamento do Sebrae Paraíba, aparecem as cidades de Campina Grande e Patos, que registraram, respectivamente, a abertura de 1.159 e 490 novos MEIs em janeiro e fevereiro deste ano.

Por sua vez, o município de Santa Rita contabilizou, no mesmo período, 348 novos registros de microempreendedor individual, seguido pela cidade de Bayeux, que teve um incremento de 248 formalizações. Juntos, de acordo com o Sebrae Paraíba, esses cinco municípios foram responsáveis por 65,9% dos novos registros de MEI abertos no estado durante o primeiro bimestre do ano.

Realizado a partir de dados da Receita Federal, o levantamento do Sebrae Paraíba também identificou que a atividade de comércio varejista do vestuário e acessórios foi a mais procurada pelos novos MEIs da Paraíba, contabilizando 474 novos registros no estado no primeiro bimestre do ano.

Em seguida, aparecem as atividades de cabeleireiro, manicure e pedicure, com 345 registros; comércio varejista de bebidas, que teve um incremento de 301 MEIs; promoção de vendas, com 263 formalizações; minimercados, que somaram 258 novos negócios; e as atividades de ensino, que encerraram o primeiro bimestre com 239 novos registros na Paraíba.

Veja também  Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 43 milhões neste sábado (2)

De acordo com a analista técnica do Sebrae, Germana Espínola, os números refletem, entre outros aspectos, os benefícios e as facilidades proporcionadas pela categoria. “O MEI é um modelo empresarial simplificado, que foi criado em 2009 para retirar da informalidade os profissionais autônomos. A grande vantagem de se tornar um microempreendedor individual é ter um CNPJ, cuja formalização é simplificada e gratuita, realizada através da internet, no site https://www.gov.br/empresas-e-negocios/pt-br/empreendedor”, explicou Espínola.

Ainda conforme a analista, os empreendedores formalizados na categoria possuem uma série de vantagens. “O MEI vai pagar, todo dia 20 de cada mês, um tributo único, com valor fixo mensal, e com isso pode ter acesso a serviços financeiros, emitir nota fiscal, participar de licitações e ter mais poder de negociação junto aos fornecedores. Com a formalização, o MEI também passa a ter benefícios previdenciários, desde que a contribuição mensal seja paga em dia e que se tenha um número mínimo de contribuições, que são as carências exigidas para a categoria”, acrescentou Germana Espínola.

Atendimento e orientação – Para quem já é ou deseja se tornar um microempreendedor individual, o Sebrae Paraíba oferece uma série de serviços e capacitações, que auxiliam desde a formalização do negócio até a formação do empreendedor em temas como marketing e finanças. Para conhecer os serviços e soluções, os interessados podem entrar em contato com a instituição por meio do 0800 570 0800 (Central de Relacionamento e WhatsApp).