Censo 2022: número de apartamentos em João Pessoa cresce 175% em doze anos

Em Campina Grande, o aumento no número de apartamentos é ainda maior, de 178%, saindo de 9.712 em 2010 para 27.086 em 2022.

Foto: Divulgação

Em 12 anos, a cidade de João Pessoa apresentou um aumento de 175% no número de apartamentos, enquanto que a quantidade de casas cresceu timidamente, apenas 0,86%. Os dados são do Censo 2022, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (23).

Atualmente, a capital da Paraíba tem um total de 296.249 domicílios, um aumento de 38% em relação a 2010, ano do último Censo. Desse total, mais de 158 mil são casas e 122.441 são apartamentos.

Em Campina Grande, o aumento no número de apartamentos é ainda maior, de 178%, saindo de 9.712 em 2010 para 27.086 em 2022. A variação geral em relação a todos os domicílios foi de 31% – atualmente, Campina Grande tem 147.149 domicílios.

Domicílios ligados à rede de esgoto

Mais da metade dos domicílios da Paraíba não está conectada à rede de esgoto, de acordo com os dados do Censo 2022. Além disso, 102 cidades paraibanas têm mais da metade da sua população sem esgotamento sanitário. Entre as cidades que ainda precisam ampliar a assistência de saneamento básico estão Bayeux, Mamanguape, Santa Rita e Conde.

A cidade de João Pessoa apresenta mais de 88 mil moradores sem esgoto, uma proporção de 11% em relação à população geral. Desse total, 13.785 são crianças. Além disso, mais de 70 mil têm fossa rudimentar ou um simples buraco.

Em Campina Grande, a proporção é um pouco menor, de 8%. São 35.408 moradores sem esgoto e 19.077 com fossa rudimentar ou buraco.