O que o Censo 2022 do IBGE revela sobre a Paraíba

Dados do Censo 2022 começaram a ser divulgados nesta quarta-feira (28).

Censo 2022 Foto: Divulgação/IBGE

Os dados do Censo 2022 começaram a ser divulgados em 28 de junho pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e revelam vários números sobre a população da Paraíba. No dia 27 de outubro, novos dados foram divulgados a respeito da idade e sexo da população.

Número de habitantes, taxa de crescimento e densidade demográfica

O número de habitantes da Paraíba saiu de 3.766.528 em 2010 para 3.974.495 em 2022, o que representa um aumento absoluto superior a 207 mil pessoas.

A taxa de crescimento dos habitantes da Paraíba, em uma diferença de 12 anos, foi de 5,52%.

Já a densidade demográfica, que indica o índice de distribuição da população por quilômetro quadrado, foi de 70,39.

Ranking de habitantes

A Paraíba ocupa a 13ª posição na quantidade de habitantes em todo o país. No Nordeste, o estado é o 5º com maior número de habitantes, atrás apenas de Maranhão, Ceará, Pernambuco e Bahia.

Além disso, a Paraíba vai na contramão de 46% das cidades do estado, que reduziram a quantidade de população residente entre o Censo 2010 e o Censo 2022.

População de João Pessoa

O número de habitantes em João Pessoa chegou a 833.932 no Censo 2022, contra 723.515 no Censo 2010. Portanto, houve um incremento de 110.417 habitantes em 12 anos. O aumento populacional, em comparação ao Censo anterior, foi de 15,26% e a cidade agora é a 20ª com maior população do país.

Além disso, no ranking dos municípios, João Pessoa é a cidade com mais habitantes da Paraíba e a 7ª com mais habitantes no Nordeste.

A densidade demográfica de João Pessoa foi de 3.970,27 habitantes por km², e a capital tem uma média de 2,8 moradores por residência.

João Pessoa também foi a capital nordestina que mais cresceu na última década, e a que teve o maior aumento percentual de moradores entre as 20 cidades com as maiores populações do país.

População de Campina Grande

Campina Grande teve uma alta de 9% no número de habitantes em 12 anos. Agora, Campina Grande passou de 384.737 habitantes para 419.379, um aumento de 34.642 moradores.

A densidade demográfica do município é de 708,82 habitantes por km². Com 147.149 domicílios ocupados, a Rainha da Borborema tem uma média de 2,83 moradores por domicílio.

Dados sobre idade e sexo

Uma nova publicação do IBGE trouxe dados sobre a divisão populacional entre homens e mulheres. Na Paraíba, 51% da população é composta por mulheres.

  • Total da população: 3.974.687
  • Mulheres: 2.055.832 (51,72%)
  • Homens: 1.918.855

Índice de envelhecimento

A Paraíba é o estado mais envelhecido do Nordeste, juntamente com o Rio Grande do Norte. O número que indica a informação é o índice de envelhecimento, calculado pela razão entre o grupo de idosos de 65 anos ou mais de idade em relação à população de 0 a 14 anos. Portanto, quanto maior o valor do indicador, mais envelhecida é a população.

O índice de envelhecimento da Paraíba, em 2022, era de 53. Isso significa que para cada 100 crianças, há 53 idosos no estado. Em 2010, o IBGE registrou o índice em 33,8.

No Brasil, o índice de envelhecimento chegou a 55,2 em 2022, indicando que há 55 idosos para cada 100 crianças de 0 a 14 anos. Em 2010, o índice de envelhecimento era bem menor, correspondendo a 30,7, evidenciando o envelhecimento da população.

Para se ter uma noção em números absolutos, o IBGE registrou, no Censo de 2010, um total de 343.300 idosos com mais de 60 anos. O número aumentou 79% no Censo 2022, chegando a 615.328 idosos.

Ainda sobre o índice de envelhecimento, a Paraíba tem quatro cidades com mais idosos do que crianças. A cidade de Bom Sucesso é a que apresenta o maior índice de envelhecimento da Paraíba, com 113,1. No Censo 2022, a cidade tinha 1.140 idosos e 747 crianças.

Já a cidade de Marcação apresenta o menor índice de envelhecimento, sendo, portanto, a cidade mais jovem da Paraíba. O índice de Marcação é de 28,1. A cidade tem 996 idosos e 3.252 crianças e jovens.

Cidades da Paraíba com maiores índices de envelhecimento (cidades mais envelhecidas)

  1. Bom Sucesso: 113,1
  2. Santa Cruz: 102,3
  3. Coxixola: 101,4
  4. São Francisco: 100,2
  5. Vierópolis: 99,8

Cidades da Paraíba com menores índices de envelhecimento (cidades mais jovens)

  1. Marcação: 28,1
  2. Baía da Traição: 28,4
  3. Caaporã: 28,7
  4. Alhandra: 29,6
  5. Pitimbu: 30,8

Razão por sexo pelo Censo 2022

Na Paraíba, a proporção de homens para mulheres foi de 93,3, isso significa que em todo o estado, existem cerca de 93 homens para cada 100 mulheres. Essa proporção é a 4ª menor do Nordeste e a 7ª menor do país. No Brasil, há um excedente de 6,01 milhões de mulheres em relação ao número total de homens. 

João Pessoa é a cidade paraibana com o menor número de homens para cada 100 mulheres, segundo os dados do Censo 2022. Conforme a pesquisa, a capital paraibana tem 55.856 mulheres a mais do que homens, o que dá uma razão de 87,4 homens para cada 100 mulheres. 

Conforme o Censo 2022, dos 833.932 habitantes da capital, 444.894 são homens e 389.038 são mulheres. Em comparação com o último levantamento, divulgado no Censo 2010, houve um aumento no número de habitantes em ambos os sexos, quando eram 385.732 mulheres e 337.783 homens. Apesar disso, o aumento na proporção foi de apenas 0,1. A razão de sexo saiu de 87,5 para 87,4, 10 anos depois.

Top 5 cidades da Paraíba com mais homens do que mulheres

(Em número de homens para cada 100 mulheres)

  1. Carrapateira: 110,0
  2. São José de Princesa: 109,3
  3. Santa Inês: 109,0
  4. Curral Velho: 108,9
  5. Coxixola: 107,5

Top 5 Cidades da Paraíba com menos homens do que mulheres

(Em número de homens para cada 100 mulheres)

  1. João Pessoa: 87,4 
  2. Patos: 88,9 
  3. Campina Grande: 89,8 
  4. Remígio: 90,1 
  5. Bayeux: 90,4 

Idade mediana

De acordo com o Censo 2022, a Paraíba tem uma idade mediana de 34 anos, o que significa que há uma concentração maior de pessoas mais velhas no estado. Essa é a segunda maior idade mediana do Nordeste, junto com Pernambuco, Rio Grande do Norte e Piauí. 

A idade mediana é um indicador que permite acompanhar o envelhecimento de uma população, que significa a idade na qual é possível dividir uma população entre dois grupos: os 50% mais jovens e os 50% mais velhos. Na prática: metade (50%) da população está abaixo da idade mediana e a outra metade (50%) está acima da idade mediana. Quanto maior a idade mediana, mais envelhecida é a população.

No Brasil, em 2022, a idade mediana era de 35 anos. Já em 2010, a idade mediana era de 29 anos no país, evidenciando, mais uma vez, o envelhecimento da população.

Cidades da Paraíba com maiores idades medianas

  1. Bom Sucesso: 41
  2. Santa Cruz: 41
  3. Coxixola: 40
  4. São Francisco: 40
  5. São Mamede: 40

Cidades da Paraíba com menores idades medianas

  1. Cacimbas: 26
  2. Marcação: 28
  3. Mataraca: 29
  4. Capim: 29
  5. Baía da Traição: 29

Características da população na Paraíba por cor ou raça no Censo 2022

Entre o Censo de 2010 e o de 2022, a população branca da Paraíba caiu 5,3%, enquanto que a população de pessoas pretas cresceu 48,6%. De acordo com novos dados do Censo 2022, divulgado nesta sexta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população parda também sofreu uma variação positiva de 11,1%. 

O Censo 2022 identificou que a Paraíba é composta por 3.974.687 habitantes. Os novos dados trouxeram um cenário de cor ou raça e revelaram que, na Paraíba, a maioria da população é preta ou parda (63,5%). Os números foram divulgados nesta sexta-feira (22) pelo IBGE. 

Em número absolutos, a população de pessoas brancas da Paraíba é de 1.41.778, enquanto que o de pessoas pardas é de 2.207.880 e de pessoas pretas 316.572. Os números também revelam uma quantidade de 4.912 pessoas que se identificaram como amarelas e 30.140 que se autodeclararam indígenas.

  • De acordo com o Censo 2022, a Paraíba tem uma idade mediana de 34 anos, o que significa que há uma concentração maior de pessoas mais velhas no estado. Essa é a segunda maior idade mediana do Nordeste, junto com Pernambuco, Rio Grande do Norte e Piauí.
  • Entre a população preta, a idade mediana é de 39 anos, enquanto que a da população parda é 33, da população branca 34 anos e da população indígena 29 anos. 
  • Já em relação à razão de sexo, no geral, há mais mulheres do que homens quando há a distinção por cor ou raça, com exceção das pessoas pretas, quando a razão de sexo é de 109,7, indicando que há uma quantidade maior de homens do que de mulheres.  
  • O índice de envelhecimento é maior na população negra, chegando em 146,3, ou seja, as pessoas pretas, na Paraíba, são mais envelhecidas que o restante da população. 

Índice de envelhecimento por cor ou raça

  • Branca: 77,9
  • Preta: 146,3
  • Amarela: 91,6
  • Parda: 66,4
  • Indígena: 41,3

Características dos domicílios pelo Censo 2022

Em 12 anos, a cidade de João Pessoa apresentou um aumento de 175% no número de apartamentos, enquanto que a quantidade de casas cresceu timidamente, apenas 0,86%. Os dados são do Censo 2022, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (23).

Atualmente, a capital da Paraíba tem um total de 296.249 domicílios, um aumento de 38% em relação a 2010, ano do último Censo. Desse total, mais de 158 mil são casas e 122.441 são apartamentos.

Em Campina Grande, o aumento no número de apartamentos é ainda maior, de 178%, saindo de 9.712 em 2010 para 27.086 em 2022. A variação geral em relação a todos os domicílios foi de 31% – atualmente, Campina Grande tem 147.149 domicílios.

Domicílios ligados à rede de esgoto

Mais da metade dos domicílios da Paraíba não está conectada à rede de esgoto, de acordo com os dados do Censo 2022. Além disso, 102 cidades paraibanas têm mais da metade da sua população sem esgotamento sanitário. Entre as cidades que ainda precisam ampliar a assistência de saneamento básico estão Bayeux, Mamanguape, Santa Rita e Conde.

A cidade de João Pessoa apresenta mais de 88 mil moradores sem esgoto, uma proporção de 11% em relação à população geral. Desse total, 13.785 são crianças. Além disso, mais de 70 mil têm fossa rudimentar ou um simples buraco.

De acordo com o Censo 2022, em Campina Grande, a proporção é um pouco menor, de 8%. São 35.408 moradores sem esgoto e 19.077 com fossa rudimentar ou buraco.

O que é o Censo 2022?

O Censo 2022 é uma pesquisa realizada pelo IBGE a cada 10 anos pelo IBGE; a anterior foi feita em 2010, e a atual edição deveria ter acontecido em 2020, porém foi adiada por causa da pandemia de Covid-19. Em 2021, houve um novo adiamento em razão da falta de recursos do governo.

O levantamento faz uma ampla coleta de dados sobre a população brasileira, que permite traçar um perfil socioeconômico do país. Além de saber qual o tamanho da população, o Censo também traz dados sobre as características dos moradores: idade, sexo, cor ou raça, religião, escolaridade, renda, saneamento básico dos municípios, entre outros.