Desenrola: veja como vai funcionar o programa de renegociação de dívidas do Governo Federal

Previsto ter a sua primeira etapa na próxima semana, o Desenrola vai beneficiar famílias com renda de até dois salários mínimos que estão com dívidas.

Foto: Rizemberg Felipe/Arquivo.

O novo programa do Governo Federal, Desenrola, vai ser criado para facilitar renegociação de dívidas de cerca de 40 milhões de brasileiros endividados.

Previsto ter a sua primeira etapa na próxima semana, uma medida provisória (MP) constando o projeto deve ser enviada ao Congresso Nacional nos próximos dias.

Confira abaixo o que é o Desenrola e quais as informações divulgadas sobre ele até o momento.

Quem o Desenrola vai beneficiar?

Segundo divulgado pelo governo, o Desenrola vai beneficiar famílias com renda de até dois salários mínimos, cerca de R$ 2,6 mil mensais, que estão negativadas, incluindo beneficiários do Bolsa Família.

As dívidas devem constar um atraso de mais de 180 dias e serem contraídas até 31 de dezembro de 2022.

Quanto pode ser renegociado?

O programa vai renegociar dívidas de até R$ 5 mil, que terão desconto.

Renegociação de dívidas em quantos meses?

As dívidas poderão ser refinanciadas em até 60 meses.

Como participar do Desenrola?

Um página virtual, através da plataforma gov.br, endereço oficial do Governo Federal, será disponibilizada.

Com login no endereço, débitos em aberto poderão ser consultados. Famílias também vão poder escolher qual dívida será renegociada e com qual instituição financeira negociar.

O que vai dizer a Medida Provisória?

A MP prevista é necessária para dar ao Governo Federal uma autorização para intermediar as renegociações com os bancos e as empresas.

*Com informações do g1