Sisu 2023.2: veja vagas nas universidades da Paraíba

Instituição com o maior número de vagas no Sisu 2023.2 é a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), com 1.535 vagas. Também há vagas para UEPB e UFPB.

Foto: Leonardo Silva/Arquivo JP

A Paraíba ocupa o quinto lugar no Brasil em oferta de vagas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2023.2, com 3.728 vagas disponibilizadas, de acordo com o Ministério da Educação (MEC). O estado que lidera em quantidade de vagas em instituições públicas de ensino superior é o Rio de Janeiro, com 13.221, segundo o MEC.

A instituição com o mais oportunidades é a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), com 1.535 vagas.

Outras duas instituições públicas de ensino superior da Paraíba estão oferecendo oportunidades. Na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), são 1.449 oportunidades, e na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) são ofertadas 744 vagas. Este ano, o Instituto Federal da Paraíba (IFPB) não fez adesão ao Sisu 2023.2.

As inscrições para o Sisu começaram nesta segunda-feira (19) vão até as 23h59 da quinta-feira (22). Esta primeira edição do Sisu 2023 oferta 51.277 mil vagas em 1.666 cursos de ensino superior. Ao todo, 65 instituições de educação superior assinaram o Termo de Adesão (TA) ao Programa.

O candidato só poderá se inscrever caso tenha participado da edição de 2022 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e que tenha obtido nota acima de zero na prova de redação. O resultado do processo seletivo está previsto para ser divulgado no dia 27 de junho e o prazo para manifestar interesse na lista de espera será de 27 de junho a 4 de julho, de acordo com o edital.

Como se inscrever no Sisu 2023.2

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2023.1 seguem até o dia 22 de junho, no site do programa, que é o meio pelo qual acontece a seleção de estudantes para universidades públicas. Já os resultados devem ser divulgados no dia 27 do mesmo mês.

Nessa modalidade de seleção, o candidato pode mudar as suas opções de curso no sistema quantas vezes preferir, até o fim do período de inscrições, com base as notas de corte parciais divulgadas diariamente.

Para competir por uma vaga, é necessário que o candidato tenha feito as provas do Exame Nacional do Ensino M