Privilégio

Técnico do Santos, Muricy Ramalho, destacou que se sente um privilegiado por ter Neymar sob o seu comando.

Considerado o melhor jogador do futebol brasileiro na atualidade, o atacante Neymar não cansa de estabelecer novas marcas e atingir outros objetivos, sempre aproximando o Santos da conquista de novos títulos. Encantado com o talento da Joia, o técnico da equipe, Muricy Ramalho, destacou que se sente um privilegiado por ter Neymar sob o seu comando.

Indagado se pensa que o povo brasileiro está vendo a história ser escrita, através do talento de seu camisa 11, Muricy não teve dúvidas em enaltecer o seu jogador. “Além de ver, eu estou tendo a oportunidade de treinar o Neymar. Daqui a pouco estou parando (no futebol) e, quando eu estiver no meio do mato, vou dizer para os meus amigos: um dia eu dirigi o Neymar”, afirmou.

O treinador santista acredita que Neymar ainda pode chegar muito longe em sua carreira. Isto porque, a evolução da Joia tem sido constante. “É difícil dizer onde o Neymar vai chegar. A cada jogo ele faz algo diferente, não dá para saber qual é o limite dele.

E eu tenho pouca sabedoria para descrever isso. Sei apenas que hoje, o Neymar já é um dos melhores do mundo. Só que a frente dele ainda tem o Messi (meia argentino do Barcelona) e o português (Cristiano Ronaldo, do Real Madrid)”, comentou.

Veja também  Juninho elogia São Paulo, adversário do Campinense na Copa do Brasil, mas aposta em Raposa forte no torneio

Eufórico com o rendimento que Neymar vem apresentando no time alvinegro, Muricy Ramalho apontou o atacante como o principal trunfo da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo de 2014, que será realizada em território nacional.

“É difícil falar do Neymar, por tudo o que ele fez e vem fazendo.

Agora, se nós temos esperança de ganhar a Copa, é porque acreditamos nesse garoto. Ele pode ser a nossa diferença no Mundial. Tomara que em dois anos ele esteja ainda melhor”, encerrou Muricy.

RESPEITO AO BUGRE
Mesmo tendo vencido o primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, contra o Guarani, por 3 a 0, o Santos evita embarcar no clima de euforia de sua torcida e procurou descartar o “já ganhou” para o segundo e decisivo duelo do Estadual, no próximo domingo, no Morumbi.

“É bom ter calma, tranquilidade e respeitar o Guarani. Esse é o nosso lema aqui dentro”, afirmou o experiente meia Elano.