Treze fica sem calendário para o segundo semestre de 2022 após eliminação do Sousa na Série D

Galo precisava que Campinense e Sousa subissem juntos à Série C do próximo ano. Mas o Dino acabou eliminado na 1ª fase.

(Foto: Cassiano Cavalcanti / Treze)

O Treze não se despediu apenas da Série D de 2021 ao ser derrotado pelo ABC no domingo. Com a eliminação do Sousa — que perdeu para o Atlético-CE —, o Galo deu adeus também às chances de herdar uma vaga na Série D de 2022. Agora, o Alvinegro de Campina Grande foca na pré-Copa do Nordeste, contra o Floresta para tentar conseguir mais uma competição para disputar na próxima temporada.

A cada ano, os dois primeiros colocados do Campeonato Paraibano estão automaticamente classificados para a Série D do ano seguinte. A não ser que esses dois times já estejam garantidos em uma das quatro divisões nacionais por outros motivos; se isso acontecer, as vagas na Série D do ano seguinte vão passando para as próximas equipes, seguindo a ordem de classificação do estadual.

Assim, Campinense e Sousa — que foram campeão e vice estadual em 2021 —, a rigor, serão os dois representantes paraibanos na Série D de 2022. E o Treze, como não chegou à decisão do Campeonato Paraibano e como foi eliminado com uma rodada de antecedência na Série D deste ano, ficou sem vaga na competição nacional, que seria a única do segundo semestre do próximo ano.

ABC x Treze
Derrota por 2 a 0 para o ABC foi a despedida do Treze na Série D. Foto: Cassiano Cavalcanti / Treze

 

Mas, mesmo com a eliminação precoce na 4ª divisão nacional, ainda havia uma chance. O Galo precisava que Raposa e Dinossauro conseguissem, juntos, o acesso à Série C de 2022. Porque, assim, as suas vagas na Série D do próximo ano seriam repassadas aos outros dois melhores colocados no Paraibano deste ano. Como o Botafogo-PB, terceiro colocado, já está situado no Brasileirão (disputa a Série C e ainda tem chance de subir à Série B), as vagas iriam para o quarto e o quinto colocados do estadual, e seria aí que o Treze se beneficiaria, já que terminou o Paraibano na quinta colocação, atrás do São Paulo Crystal, que foi quarto.

Acontece que essa remota chance para o Galo foi anulada no domingo, porque o Sousa perdeu para o Atlético-CE e também acabou eliminado da Série D. Ou seja, o Dinossauro usará sua vaga na 4ª divisão nacional do próximo ano (conquistada via estadual) e, mesmo que o Campinense consiga o acesso à Série C e repasse sua vaga na D, o único beneficiado seria o São Paulo Crystal. O Treze não tem mais chance de entrar na Série D de 2022, a não ser por desistência de algum clube.

Veja também  Pedal Cooperativo: Campina Grande sedia evento solidário

Assim, por ora, os trezeanos só têm garantida para 2022 a disputa do Campeonato Paraibano. Por enquanto. É que, ainda nesta reta final de 2021, o Treze entrará em campo pela pré-Copa do Nordeste e, se conseguir passar por três fases preliminares, estará na fase de grupos da competição regional no primeiro semestre do próximo ano.

Foco do Galo agora é na pré-Copa do Nordeste, contra o Floresta. Foto: Cassiano Cavalcanti / Treze FC

 

E é justamente nessa pré-Copa do Nordeste que o Galo se apega para tentar salvar a temporada 2021, na qual, até aqui, acumulou bem mais momentos ruins que bons. Neste ano, o Alvinegro de Campina Grande até fez uma boa campanha no Nordestão, brigando até a última rodada da primeira fase pela classificação ao mata-mata. Na Copa do Brasil, caiu já na primeira fase. No Paraibano, avançou para a repescagem, quando acabou derrotado pelo São Paulo Crystal, nos pênaltis. E, na Série D, foi eliminado com uma rodada da antecedência.

Agora o fogo é no jogo único contra o Floresta, do Ceará. A partida será realizada no Amigão, em Campina Grande, no dia 13 ou 14 de outubro, e vale vaga na segunda eliminatória, também em jogo único contra o Santa Cruz. Se passar por esses dois times, o Galo ainda terá pela frente uma terceira fase eliminatória, desta vez em jogos de ida e volta, contra um adversário definido através de sorteio, para saber se seguirá para a fase de grupos da Copa do Nordeste, tendo mais uma competição em 2022, mas no primeiro semestre. Porque, no segundo, nada.

Pensando nesse desafio, daqui a pouco mais de um mês, a diretoria do Treze já confirmou a permanência do técnico Welington Fajardo e já dispensou alguns jogadores. Ainda não foi confirmados se mais atletas deixarão o clube e/ou se chegarão reforços, mas a tendência é que, sim, o Galo passe por mais uma reformulação em busca da classificação à fase de grupos da Copa do Nordeste. Resta saber que cara terá esse novo Treze e se em 2022 o time conseguirá resultados melhores do que conseguiu em 2021.