Hulk revela estar jogando com dores no pé e corre para se recuperar a tempo do jogo do Atlético-MG pela libertadores

Atacante paraibano ficou de fora da vitória do Galo contra o Fortaleza, no sábado, pelo Brasileirão. Expectativa do DM alvinegro é que jogador esteja em campo na terça, contra o Emelec, pelas oitavas da Libertadores.

Hulk será julgado pelo STJD. Foto: Pedro Souza / Atlético

Hulk foi o dono do jogo na vitória do Atlético-MG por 2 a 1 contra o Flamengo, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, no meio da última semana. No entanto, o atacante paraibano saiu do campo mancando após o triunfo contra o Rubro-Negro carioca. Durante uma entrevista, o jogador revelou que vem entrando em campo no sacrifício, mas afirmou estar correndo contra o tempo para estar em campo na partida de amanhã, contra o Emelec, pela Copa Libertadores.

Antes da bola rolar na emocionante vitória do Galo contra o Fortaleza, por 3 a 2, no último sábado, Hulk postou uma foto do pé lesionado. O inchaço e hematomas no local deixaram torcedores Galo preocupados. De acordo com o Departamento Médico alvinegro, o motivo do veto do técnico Antônio Mohamed ao atacante paraibano se deu pelo fato do camisa 7 ter apresentado um edema no pé direito. Em entrevista, o campinense afirmou que a dor no pé o vem incomodando desde o empate por 0 a 0 contra o Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro.

HULK PÉ LESÃO
Foto de lesão no pé de Hulk preocupou torcedores do Atlético-MG (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
Veja também  Manchester United tem interesse em Matheus Cunha e faz proposta ao Atlético de Madrid

“Na verdade, eu tenho essa dor que me incomoda desde o jogo contra o Palmeiras. O campo era sintético, duro. E depois num jogo contra o Ceará, no Castelão, estava muito duro. Tive uma inflamação embaixo, na sola do pé, na gordura do pé ali embaixo e vem doendo bastante, venho sofrendo muito. É uma dorzinha chata bem na hora que a gente pisa, embaixo das travas da chuteira. Mas agora é recuperar bem para ficar bem para o próximo jogo”, comentou.

A expectativa pela presença de Hulk na partida contra os equatorianos não é grande apenas entre os torcedores, mas certamente também pelo atleta. Isso porque o atacante pode quebrar mais um recorde com a camisa do Galo das Alterosas. Caso marque contra o Emelec, o paraibano irá igualar a marca do maior artilheiro do clube na competição, o também atacante Jô, que, entre 2013 e 2014, marcou 11 gols na competição com a camisa do Galo e tornou-se o maior artilheiro do clube no torneio. Já Hulk tem 10 gols pelo Atlético na Libertadores, sete na temporada 2021, quando o time foi eliminado nas semifinais, e três na atual edição.