Campinense apresenta credenciais para tentar eliminar o São Paulo na Copa do Brasil

Raposa recebe o Tricolor no Amigão, na noite desta quinta-feira, pela primeira fase da competição nacional. Apoioado na sua história centenária e no seu respaldo no Nordeste, Rubro-Negro tentará feito histórico.

Campinense é o atual campeão paraibano e busca feito histórico na Copa do Brasil Foto: Samy Oliveira / Campinense

Embalado pela vitória no último sábado contra o Sousa, pela Copa do Nordeste, o Campinense agora terá uma dura missão. Jogando pela primeira fase da Copa do Brasil, a Raposa enfrentará um dos maiores clubes do país: o São Paulo. A partida acontecerá na noite desta quinta-feira, no Estádio Amigão. Em caso de vitória, os paraibanos passam de fase e encaram o vencedor de Manaus e São Raimundo-AM. O Tricolor, por sua vez, precisa apenas do empate para avançar na competição.

A Copa do Brasil de 2022 pode escrever um novo capítulo na história do torcedor do Campinense, que viveu um conto de fadas no ano passado. A Raposa conquistou o Campeonato Paraibano, troféu esse que pôs fim a um tabu de cinco anos sem títulos. Além disso, veio o tão sonhado acesso à Série C do Campeonato Brasileiro, após ter sido vice-campeão na Série D. A tarefa agora é no torneio nacional.

MOMENTO ATUAL

Neste ano, o Rubro-Negro já disputou oito partidas, com três vitórias, dois empates e três derrotas. Com isso, a equipe do técnico Ranielle Ribeiro acumula um aproveitamento de 45,8%. Nas competições disputadas pelo clube, as situações são diferentes. Pela Copa do Nordeste, a primeira vitória foi conquistada apenas na rodada passada, com um 2 a 1 sobre o Sousa. Antes, foram cinco jogos sem triunfo. A equipe ocupa a quinta colocação do Grupo B e está a dois pontos abaixo da zona de classificação.

No Campeonato Paraibano, por outro lado, são dois jogos e duas vitórias, uma delas, por WO, sobre o Nacional de Patos. Com isso, lidera o Grupo B, seguido do Treze, com quatro pontos.

PRINCIPAIS NOMES

O time que enfrentará o São Paulo é a base que esteve presente no ano mágico de 2021. O Campinense manteve a base do seu elenco, mas também trouxe novas peças para Ranielle Ribeiro. Um dos nomes que continuaram para a atual temporada foi o goleiro Mauro Iguatu. O arqueiro, ídolo do treze, chegou com desconfiança de parte da torcida pela sua passagem no Galo, mas logo caiu nas graças do torcedor com atuações seguras e liderança.

Veja também  Dione acredita que vitórias em casa são o caminho para o Campinense sair do Z-4 da equilibrada Série C

Mauro Iguatu Campinense
(Foto: Daniel Lins / Campinense)

O ataque, que por muitas vezes foi um problema para o time no ano passado, e apontado por muitos como o fator que culminou no vice-campeonato da Série D, teve o setor reforçado. Olávio, autor de 26 gols na temporada passada pelo do Atlético-CE, foi contratado pelo clube. O jogador ficou atrás apenas de Hulk, do Atlético-MG, e Gabigol, do Flamengo, como os principais artilheiros do Brasil no ano. Em sete partidas disputadas pela equipe, o atacante balançou as redes quatro vezes. Ele e Dione, meia articulador do Campinense, são vistos como os principais nomes da Raposa.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO

Para a partida, o técnico Ranielle Ribeiro contará com os retornos do lateral-direito André Mascena, do volante Patrick e do zagueiro Vinícius Santana, que foram liberados do Departamento Médico do clube. Ranielle Ribeiro, que testou positivo para a Covid-19 antes da partida contra o Altos-PI, também retorna.

Até aqui, o único desfalque já confirmado é do atacante Eduardo, que se recupera de uma grave lesão no joelho. O zagueiro Christian, e o lateral-esquerdo Filipe Ramon, que se recuperam de lesões musculares, vão ser reavaliados pelo DM antes do último treino da equipe, que acontece nesta quarta-feira.

A Raposa deve ir a campo com: Mauro Iguatu, Felipinho, Michel Bennech, Vinicius Santana e Emerson; Rafinha, Juninho e Dione; Iago Silva, Olávio e Alan Francisco.

Náutico x Campinense Copa do Nordeste
Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press