Criança de dois anos morre e hospital identifica hematomas; padrasto é procurado

Mãe da criança foi detida para prestar esclarecimentos, e padrasto é considerado suspeito.

Ele foi levado para a Central de Polícia de Campina Grande, onde deve passar por audiência de custódia. Foto: Reprodução/TV Paraíba

Uma criança de dois anos deu entrada no Hospital de Trauma de Campina Grande sem vida, com hematomas no corpo, nesta quarta-feira (30). Segundo informações repassadas pela polícia para a TV Paraíba, o suspeito de cometer o crime é o padrasto da vítima.

O menino chegou ao Hospital de Trauma às 7h50 levada pela mãe, segundo informações do diretor da unidade. A equipe não soube informar a causa da morte, apesar dos hematomas, e o corpo da criança deve passar por perícia do IML.

Veja também  Justiça determina soltura de preso por furto ao apartamento de Carlinhos Maia

O delegado Francisco de Assis disse que o menino deve ter sido vítima de espancamento. A mãe foi levada à Central de Polícia para prestar depoimento.

A polícia busca o padrasto da criança no bairro do Pedregal, em Campina Grande, para que ele preste depoimento. O homem é considerado foragido.