Operação cumpre mandados na PB e no RN contra suspeitos de integrar organização criminosa

Investigação é decorrente de uma operação anterior, chamada Operação SNAP, deflagrada no dia 27 de agosto do ano passado.

Polícia Federal

Na manhã desta segunda-feira (26) a Polícia Federal na Paraíba, com a colaboração da Polícia Militar da Paraíba, deflagrou a chamada Operação ALKUNYA, cumprindo pelo menos sete mandados de prisão preventiva na Paraíba e no Rio Grande do Norte.

Policiais Federais da Paraíba e Rio Grande do Norte e Policiais Penais da Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba, fizeram buscas em oito endereços, nas cidades de João Pessoa, Natal e Mossoró, incluindo celas no Presídio Flósculo da Nóbrega (Róger), na cidade de João Pessoa.

Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Mista da Comarca de Cabedelo, na Paraíba.

A investigação é decorrente do desenvolvimento de uma operação anterior, chamada Operação SNAP, deflagrada no dia 27 de agosto do ano passado.

Veja também  Santa Rita faz evento-teste com 400 pessoas para planejar retomada no setor

A partir de elementos encontrados em ações de busca e apreensão na ocasião, a Polícia Federal da Paraíba conseguiu relacionar pessoas investigadas na citada Operação SNAP com uma apreensão no dia 16 de junho de 2020, quando dois indivíduos teriam sido presos em um endereço na esquina das ruas Antônio Moacir Dantas e Agmar Medeiros Bezerra, no bairro de Intermares, em Cabedelo, com cerca de 35 quilos de crack e cinco quilos de maconha, além de produtos usados para refinar entorpecentes.